Ação que piora o ruim

Pouco mais de um mês após a Urbes, empresa responsável pelo sistema de transporte de Sorocaba, ter assumido a rodoviária da cidade já é possível afirmar: o que era ruim, ficou ainda pior.

Uma área foi cercada para impedir o acesso de pedestres no local de manobras dos ônibus e foram instaladas faixas de sinalização na entrada e saída do terminal para facilitar a passagem de pedestres. Não facilitou. Os ônibus manobram na “rua” deles e os pedestres estão impedidos de entrar na “calçada” deles. Tudo ficou mais difícil.

Os guardas de trânsito e guardas municipais estão fazendo a fiscalização das 7h às 1h ininterruptamente. A intenção é aumentar a segurança e melhorar o atendimento. Mas piorou. As áreas de embarque e desembarque são para segundos e os guardas, vorazes, com suas pranchetinhas nem olham para o motorista (muito menos para o cidadão) e apenas escrevem, escrevem e escrevem. Se tudo o que escrevem são multas, o rendimento municipal subiu substancialmente neste mês.

Quem precisa deixar ou pegar alguém que vai usar a rodoviária passa um nervoso que antes não existia.

Não existe lugar, a não ser esses onde os guardinhas não escondem sua ânsia de multar, para se  parar.

Quem desce, então, dos ônibus segue sendo de modo absurdo, na parte detrás da rodoviária, onde serve de estacionamento para os carros da Cometa.

Apenas para as viagens a São Paulo, estima-se 3 mil passageiros no local diariamente.

A rodoviária não acompanha o ritmo da cidade há muito tempo. Era ruim o serviço ali oferecido, mas ao desejar querer “organizar” o caos a Urbes apenas piorou. Uma vez, duas que precise usar o local é passar raiva. Mas diariamente ter de enfrentar essa barbárie é abreviar a saúde física e mental de qualquer passageiro.

O pior, o tema rodoviária foi intenso na campanha eleitoral de 2012. Pannunzio ganhou e no primeiro mês disse que o que disse na campanha não sairia do papel porque não tinha dinheiro. Na campanha de 2016 o tema ficou relegado a segundo plano, mas Crespo (o vencedor) prometeu mexer no local. Mas, insisto, a mexida que deu apenas piorou ainda mais o que era ruim há tempos.

Comentários

Leia também