Ameaçado de morte

O deputado estadual sorocabano Raul Marcelo – seu mandato vai até março, quando tomam posse os eleitos em outubro passado – protocolou hoje na Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo a denúncia de que recebeu uma ameaça de morte.

Ele explica que na véspera do Ano Novo recebeu um torpedo em seu celular pessoal, via SMS, com a mensagem: “Olá, você vai morrer”. Raul Marcelo relata que chegou a visualizar a intimidação apenas no dia 2 de janeiro e que por isso foi nesta quinta-feira (3) até a autoridade policial onde, além de fazer a denúncia, pede que seja instaurado um processo de investigação em relação ao caso.

“O clima atual de violência e intolerância política, revelado por recentes acontecimentos no Brasil, não permite que ameaças dessa natureza sejam ignoradas pelas autoridades da segurança pública”, afirma o parlamentar.

Vale lembrar que Raul Marcelo é do PSOL, o mesmo partido de Marielle Franco, executada no Rio de Janeiro por sua atuação como vereadora naquela cidade.

Em 2016, como candidato a prefeito de Sorocaba, Raul Marcelo obteve 74.001 votos no 1º turno e 129.784 votos no 2º turno, sendo derrotado por Crespo. Em outubro passado recebeu pouco mais de 46 mil votos, insuficientes para sua reeleição como deputado estadual.

Entre os projetos apresentados e aprovados e sua atuação parlamentar, merece destaque sua atuação na CPI da Saúde na Assembleia Legislativa como sub-relator onde apresentou um relatório que serviu de base para a prisão e o desmantelamento de uma quadrilha que atuava nos hospitais públicos do estado de São Paulo, notadamente no Conjunto Hospitalar de Sorocaba.

Comentários

Leia também