Apesar do zumzumzum, DEM e Solidariedade manterão candidatos

Após a dissolução do diretório provisório do Avante em Sorocaba, o que tirou do páreo o candidato Flaviano Agostinho de Lima – ele ainda tenta via liminar na Justiça manter o diretório provisório e assim a sua candidatura – cresceu o zumzumzum nos bastidores de que outras duas candidaturas também perderiam o partido.

No Solidariedade, o presidente do diretório municipal e coordenador regional da legenda, Rogério Bolinho, pessoa com forte ligação com os caciques do partido, entre eles Paulinho da Força, me disse que não há intenção alguma em cancelar a candidatura de Carlos Peper. Ao contrário, ele me disse, será uma candidatura que não só será mantida, como também pretende ser um caminho novo ao eleitor.

No DEM, a ligação do partido com o PSDB que sempre foi estremecida em âmbito local, mas é fraternal no Estado, sendo o vice-governador do DEM e o governador do PSDB, seguirá sendo estremecida em âmbito local.

Leandro Fonseca, o ex-prefeito Crespo, que vislumbra ser candidato a vereador, e o presidente do diretório municipal, Alexandre Hugo, conseguiram manter a candidatura de Leandro a prefeito.

Assim, salvo alguma surpresa até o prazo final da convenções, no dia 15 de setembro, serão mesmo 7 candidatos a prefeito de Sorocaba.

Carlos Peper (Solidariedade), Leandro Fonseca (DEM), Renan Santos (PDT), Rodrigo Manga (Republicano), Jaqueline Coutinho (PSL), Raul Marcelo (PSOL) e Maria Lúcia Amary (PSDB).

Comentários

Leia também