Ato de Sorocaba já teve similar no Rio de Janeiro e tem como meta o escracho de lideranças

A organização Levante Popular da Juventude tem ramificações em diferentes cidades do Brasil. A missão deles é bastante clara “Construir um Projeto Popular para o Brasil” e a estratégia também é bem definida “promover o escracho” de lideranças. Ao se autodefinirem, a organização afirma: “Somos um grupo de jovens que não baixam a cabeça para as injustiças e desigualdades. Entendemos que só com o povo unido, metendo a mão junto, é possível construir o novo mundo com que sonhamos”.

Assim como aconteceu em frente ao escritório do deputado Vitor Lippi em Sorocaba hoje, a casa do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) e também do vice-presidente Michel Temer (PMDB), ambas realizados no Rio de Janeiro, já foram alvo do “escracho” do grupo. Além de máscaras e pichações, eles usam também instrumentos musicais para chamar a atenção.