Atrito com prefeita no 1º dia de trabalho leva secretário de Gabinete Central a pedir exoneração no dia seguinte ao da sua nomeação

O empresário Francisco Pagliato Neto, o Kiko, nomeado na manhã de ontem, dia 20 de agosto, secretário de Gabinete Central da Prefeitura de Sorocaba, pediu exoneração há instantes, ou seja, cerca de 30 horas depois de ter assumido o cargo.

O motivo: um atrito entre ele e a prefeita Jaqueline Coutinho a respeito da nomeação do secretário de Recursos Humanos. Kiko teria exonerado Osmar Thibes Júnior e nomeado Thaís Romão para o seu lugar. A prefeita desautorizou essa atitude de Kiko. Ele não gostou de ser desautorizado e pediu exoneração. A prefeita aceitou. Então eles combinaram de alegar “motivos pessoais” para a saída.

Thaís Romão é articuladora política com vasta experiência em diferentes partidos e fiel escudeira de Kiko desde antes deles terem trabalhado juntos no governo Jaqueline quando da primeira cassação de Crespo em 2017.

O líder da prefeita na Câmara, vereador Eng. Martinez, disse à prefeita que vai até a casa de Kiko com o objetivo de reverter o pedido de exoneração.

A situação de momento, oficial, confirmada por mim por pessoa de dentro do governo, é da exoneração de Kiko.

Qualquer mudança será uma nova nomeação.

Comentários

Leia também