Autor: master

Sorocabano é cotado para ser secretário de Estado. Não se trata de nenhum político de carreira, mas sim de um delegado de Polícia

O Delegado Geral da Polícia de São Paulo, o sorocabano Luiz Maurício Blazeck, é cotado para ser secretário de Estado no próximo governo de Geraldo Alckmin, reeleito em outubro. Havia comentário sobre a ida para o secretariado de Alckmin do deputado recém eleito Vitor Lippi, mas perdeu força. Agora é o nome de Blazeck que ganha destaque. Não seria para o cargo de secretário de Segurança, que seguirá com Fernando Grella (que aparece na foto com Alckmin). Blazeck conquistou a categoria quando encaminhou o esboço de um projeto feito com base em um estudo elaborado por delegados de Polícia com o objetivo de melhorar a qualificação e remuneração para os policiais civis operacionais que exercem atividades em turnos de revezamento como integrantes das equipes básicas de Polícia judiciária. O estudo tem por premissa o aprimoramento do denominado “cartão de visitas” da Polícia Civil e a necessidade de estimular profissionais com perfil para mediação e solução de conflitos ao exercício de atividades como plantonistas. Pelo modelo os policiais plantonistas passariam a receber um adicional ou diárias diferenciadas. O adicional para aqueles submetidos exclusivamente ao regime de plantão; as diárias para aqueles escalados eventualmente.
Se confirmada a ida de Blazeck para uma secretaria, o delegado Júlio Guebert (hoje titular da Deinter) seria o Delegado Geral. Marcelo Carriel (hoje titular da Seccional de Sorocaba) iria para a Deinter. E José Humberto Urban (hoje titular da DIG) iria para a Seccional. Quando o assunto esfriar, ou se confirmar, volto a tratar dele.

Começam em dezembro as obras de construção da torre de controle do Aeroporto de Sorocaba. Obras serão executadas com 100% de recursos do Governo do Estado e ficam prontas em 2016

O Aeroporto Bertram Luiz Leopolz, localizado na cidade de Sorocaba, receberá uma torre de controle estimada em R$ 14,6 milhões. A implantação proporcionará maior segurança de voo aos usuários do aeroporto que tem movimento médio anual de 76 mil pousos e decolagens. O início das obras está previsto para dezembro de 2014 e a conclusão para abril de 2016. O pacote de melhorias contempla a construção da torre de controle, subestação principal, anexos operacionais e vias de acessos operacionais. Além disso, serão implantados dois grupos geradores, dois conjuntos de transformadores, reguladores de corrente contínua e infraestrutura elétrica e de emergência. As obras serão executadas com 100% de recursos do Governo do Estado.

Vitor Lippi usa Facebook para me responder: resultado da eleição não muda meu compromisso com Sorocaba e região. Vou fazer o meu melhor em Brasília

Menos de uma hora depois de ter postado minha opinião sobre qual será o comportamento de Vitor Lippi, recém-eleito deputado federal, com a derrota de Aécio (leia postagem anteerior), começaram a me chegar comentários de que ele havia me respondido no Facebook dele. É normal que exista reação quando somos citados. Eu o citei e ele reagiu.
A princípio ele me chamou de “fofoqueiro”. Achei a resposta de uma agressividade desnecessária e longe do perfil de Vitor Lippi. Por volta das 20h tive essa confirmação ao conversar com João Paulo Miranda (conhecido por JP), assessor de Lippi, que me disse que conversou com o Vitor e ele nunca tinha dito aquilo para sua assessoria. Uma hora mais tarde, Tiago Cordeiro, assessor de comunicação de Lippi, me ligou e disse que foi ele quem teve a iniciativa de me chamar de fofoqueiro e não Lippi.
De tudo isso o que mais gostei foi saber que a partir de hoje, por decisão de Lippi, tudo o que for postado em seu nome terá previamente a sua aprovação.

Deputado do PT assume compromisso de reconstruir o partido em Sorocaba

Hamilton Pereira está em seu quinto mandato de deputado estadual, mas levou um sonoro não das urnas e ficará fora da próxima legislatura. Ele conversou comigo hoje em “O Deda Questão na TVR”, que vai ao ar hoje e amanhã às 22h no canal 23 da NET (www.tvr23.com.br) sobre sua derrota e revelou que mesmo com a eleição de Dilma seu plano segue sendo atuar em Sorocaba e na Região Metropolitana, projeto criado por ele em 2005, que saiu do papel e virou realidade neste ano. Na primeira parte da entrevista falamos bastante sobre a eleição de Dilma. Na parte final sobre o seu futuro político e ele revelou que seguirá atuando na Região Metropolitana, fala da questão da água, mas assume o compromisso de reconstruir o partido em Sorocaba que foi assolado pela onda azul que deu clara preferência ao PSDB na eleição deste ano. Vale a pena assistir. Fica o convite.

Flávio Chaves demorou para aparecer, mas botou o time na rua. Telefonema de ex-governador dá ânimo extra ao candidato e escancara porta para 2016

Alberto Goldman, que alguns chamam de O judeu e outros de O comunista, foi eleito deputado em 1972 e com muitos votos em Sorocaba, da turma da velha Sorocabana. Pertencia ao MDB, mas era do MR-8 (um dos movimentos revolucionários do Brasil). Goldman é o vice-presidente nacional do PSDB, coordena no Estado todo a campanha de Aécio pra presidente, mas nunca escondeu a amizade com o ex-prefeito e ex-deputado Flávio Chaves. Na segunda-feira passada pela manhã, Goldman telefonou ao Flávio e lhe deu uma comida, como se diz na gíria, atitude que só velhos amigos e companheiros têm condição de fazer. Goldman queria mais material de campanha de Flávio nas ruas e lhe informou que havia chance boa dele ser eleito. Pesquisas de um forte candidato a deputado federal, que monitora a intenção de voto desde o início da campanha, indicam que pela primeeira vez o nome de Flávio Chaves apareceu. Pode ter pouco voto aqui, afinal a campanha terá duração de apenas vinte dias. Mas deixa no ar que a porta para 2016 ficou aberta, quase escancarada.

Vereador fala muito e mexe com os ânimos da Polícia Civil e Prefeitura de Sorocaba. Ele deverá ser interpelado judicialmente para explicar o que disse

O vereador Crespo (DEM) na semana passada, durante sessão da CPI da Saúde da Câmara de Vereadores, usou de sua imunidade parlamentar e atacou duramente o provedor da Santa Casa de Sorocaba, falando sobre temas que chegaram a chocar algumas pessoas como o fato de ter duas amantes sustentadas com dinheiro público e dos filhos usufruindo do dinheiro público.
Convidado para tratar desses temas na coluna “O Deda Questão” que apresento na rádio Ipanema (FM 91,1Mhz) o vereador não apenas repetiu isso, como falou mais e dessa vez contra a administração do prefeito Pannunzio. Primeiramente afirmou que a Prefeitura foi conivente com a Santa casa em atrasar a auditoria sobre as contas da irmandade. E o pior de tudo que há uma quadrilha dentro da Prefeitura de Sorocaba.
O secretário de governo da Prefeitura de Sorocaba, João Leandro da Costa Filho, ocupou o mesmo espaço do vereador e rebateu cada uma das críticas com ironia e uma rara fineza entre os homens públicos: “Não faz jus à sua experiência de deputado estadual e nem de vereador. O vereador foi imprudente, para não dizer outra coisa. Quando a auditoria ficar pronta, com certeza absoluta ele poderá tecer todos os seus comentários com ações concretas”, afirmou João Leandro.
Quanto à fala de Crespo de que teriam “quadrilhas” agindo dentro e fora da prefeitura, João Leandro solicitou ao vereador que citasse nomes a respeito de possíveis envolvidos neste esquema. “O vereador extrapolou de seu poder de imunidade. Ele coloca sob suspeita toda a equipe do prefeito, que conta com 15 mil servidores, além dos secretários. Então, seria bom e correto por parte do vereador citar estes nomes. A formação de quadrilha é um crime tipificado no código penal. E, como vereador, ele tem este dever citar os nomes”, criticou.
Tanto a Prefeitura de Sorocaba, quanto o titular da Deinter-7, delegado Júlio Guebert, solicitaram à rádio Ipanema cópia da íntegra da entrevista de Crespo. O objetivo da Prefeitura é o de interpelar Crespo judicialmente para que prove o que falou. Já a Polícia quer que o vereador dê mais elementos sobre a acusação que fez para que se possa iniciar um trabalho de investigação.

Verdade, liberdade, justiça e transparência são os legados de Benedicto Pagliato que seguirão vivos no Sistema Ipanema de Comunicação

Não tive nenhum convívio com o “dotor” Benedito como carinhosamente era chamado o empresário Benedicto Pagliato, falecido na manhàde hoje (20/6/14), por pessoas que tiveram convívio com ele como os profissionais Urbano, Zé Desidério, Moretto e Ercolin do Jornal Ipanema (FM 91,1Mhz). A rádio Ipanema é fruto do desejo dele.
No final de 2012, dois meses após ter saí­do do jornal Bom Dia (empresa que ajudei a fundar e dar vida aos seus primeiros sete anos de existência), comecei uma conversa com Kiko Pagliato, filho do “dotor” Benedito, diretor-geral da rádio Ipanema, sobre a minha incorporação na empresa. Entrei no ar no dia 25 de janeiro de 2013, mas alguns dias antes dessa estréia que tomei a decisão de fazer a coluna O Deda Questão na rádio. Foi quando perguntei sob quais valores a coluna poderia ser feita na rádio e o Kiko me respondeu que esses valores é o que o pai dele havia deixado de legado para ele e as irMÁs: um jornalismo calcado na verdade, liberdade, justiça e transparência. E assim acontece desde então. Por mais espinhosos que alguns dos tópicos que levei ao ar pelo poderoso microfone da rádio Ipanema, pela força raramente vista do Jornal da Ipanema, nunca este legado deixou de ser cumprido pelo Kiko, o que com certeza encheu de orgulho o “dotor” Benedito. Mais de uma vez Kiko discordou do que eu tinha a dizer e de minhas opiniões, mas calcado neste legado o que ele vez foi sempre dar vez e voz a quem sentiu-se atingido pelo eu disse. Nunca quis, e nunca pretendo ser dono da verdade, mas trago à tona o que julgo de interesse do cidadão, do eleitor, enfim do público que ouve e acompanha a rádio.
Urbano Martins, o coordenador comandante do jornalismo do Sistema Ipanema de Comunicação, me relata alguns episódios envolvendo o “dotor” Benedito, especialmente aqueles em que políticos pressionam os jornalistas para não relatarem algum tema. Urbano conta que toda vez “dotor” Benedito mandava que fosse feito com retidão o trabalho jornalístico e que deixasse para ele resolver a pressão com os políticos. Esse legado segue firme. Ainda bem. Para profissionais como eu que hoje têm o privilégio de ter a chance de falar no microfone do Jornal Ipanema, mas principalmente para o ouvinte que sabe que pode confiar no jornalismo da emissora.
“Dotor” Benedito, descanse em paz. Seu legado e sua história seguirão vivos por aqui.

Próximo depoente na a Comissão da Verdade sorocabana promete emocionar com a sua história

O psicanalista Daniel Lopes, empenhado na busca de bons resultados da Comissão da Verdade sorocabana,conta que um dos próximos depoentes tem tudo para emocionar os presentes por sua história.
Daniel relata que “dia destes, fui procurado pelo Professor Osmar, que também participa do movimento que reivindicou a Comissão da Verdade. Ele me relatou ter conversado com um senhor, que, por enquanto, preservo o nome, dizendo ter sido preso e torturado pela Ditadura; estando temeroso em falar publicamente sobre o que havia ocorrido em sua vida. Liguei pra ele e ouvi atentamente sua história. Então, fiz o convite para que ele falasse na Comissão. Depois de algum tempo, disse-me que iria conversar com a família, sobre falar ou não. Hoje, a Marisa, assessora do Presidente da Comissão, vereador Izídio de Brito (PT), disse-me que o senhor procurou o gabinete disposto a falar. Nesta conversa informal, emocionou-se e emocionou os dois, Marisa e Izidio, que ouviam atentamente. Espero que mais pessoas tenham esta iniciativa e falem sobre o que viveram. Não tenham medo! Vamos em busca da verdade! É o que basta! E que Deus continue nos dando discernimento para lidar com situações e histórias tensas e intensas. Ninguém mata a verdade!”

Lula ignora imprensa em sua passagem por Sorocaba

O ex-presidente Lula acompanhou o coordenador da Caravana Horizonte Paulista, o ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha e pré-candidato do partido ao governo de São Paulo, no salão de festas do Lar São Vicente de Paulo. Mais de mil pessoas estiveram lá e se entusiasmaram com Lula. Sou capaz de arriscar que 100% eram petistas, o que explica a festa e o entusiasmo com a presença de Lula. Ignorar a imprensa de Sorocaba foi um erro de Lula. Deixou a festa dele com a turma dele, apenas. Poderia ter expandido esse diálogo com a cidade ao atender os jornalistas. Não consigo imaginar uma pergunta que constrangesse Lula para ele não ter reservado uma hora para atender aos jornalistas. Lula se iguala a Alckmin ao agir assim. Pena que essas lideranças venham e vão sem deixar uma marca verdadeira. Fica a propaganda da sua ideologia para o seu grupo ideológico.

Ao tentar explicar o que ninguém ainda conseguiu sobre as mudanças no Plano Diretor, presidente da Câmara choca jornalista com sua profunda sinceridade

“Para mim é bom, aumenta o meu eleitorado”. Foi assim, com transparência e sem rodeios, que o presidente da Câmara de Vereadores de Sorocaba, Cláudio do Sorocaba 1, explicou a razão de apoiar um dos pontos polêmicos do Plano Diretor que está na Câmara para ser votado, o que diminui a área rural de Sorocaba e a transforma em Zona Residencial 3 (aquele formada por lotes populares). Como essa diminuição ocorre na zona oeste (região do bairro Sorocaba 1 que dá o sobrenome ao vereador) ele vê na ocupação do local a chegada de mais eleitores. Um critério pessoal, portanto bem longe do interesse público. Confesso que a sinceridade do vereador Cláudio do Sorocaba 1 me choca. O habitual é se ouvir mentiras dos políticos. Mas como o próprio Cláudio do Sorocaba 1 disse na coluna O D da Questão na Ipanema FM: “na Câmara de Sorocaba o vereador mais bobinho troca de meia sem tirar o sapato”.