Avançam as movimentações dos personagens que vão concorrer nas eleições para prefeito

Chegou a vez de Flávio Chaves se movimentar e entrar no patamar dos sorocabanos que se dispõem a concorrer ao cargo de prefeito nas eleições de 2016. Sábado passado, numa movimentada festa, ele teve sua filiação abonada pelo PSC num evento com o presidente nacional da sigla, Everaldo Pereira, e do estadual, Gilberto Nascimento. A festa ainda teve as presenças do deputado estadual Rodrigo Moraes, do secretário-geral, Manoel Nascimento, e do coordenador regional Serginho Cardoso e vereadores e pré-candidatos a prefeito de Itu, Sarapuí, Aracoiaba, Piedade, Iperó, Pilar do Sul, Alambari, Capela do Alto, Boituva, São Miguel Arcanjo, Guareí, Tatuí e pré-candidatos a vereador de Sorocaba.

As certezas da eleição de 2016 para prefeito de prefeito de Sorocaba são: Renato Amary é pré-candidato pelo PMDB; Hélio Godoy é pelo PRB e Latino é pelo PSTU.

PT, PSDB e PSOL também terão candidaturas.

No PT, por enquanto, apenas o professor Osmar de Camargo oficializou sua candidatura e a mantém em pé por mais que dentro do partido haja quem divulgue o contrário.

No PSOL, apesar de toda indicação que o candidato será o deputado estadual Raul Marcelo, ele afirma que outros nomes poderão ser indicados pelo partido.

No PSDB, o prefeito Pannunzio afirmou que tem vontade e motivação para ser candidato, mas que tomará a decisão se vai concorrer à reeleição se sentir que há uma aprovação de seu governo, senão o partido terá outro candidato. A idéia de lançar algum secretário como candidato esquentou, mas já esfriou novamente e a convicção de que seria o deputado federal Vitor Lippi perdeu força após a deputada estadual Maria Lúcia Amary ter dito que se for indicada, está pronta para assumir o papel de candidata e de prefeita.

Partidos que expressam vontade de ter candidaturas próprias: PEN (com Laerte Moleta); PR (com Claúdio do Sorocaba 1); PSDC (com Fernando Oliveira) e agora o PSC (com Flávio Chaves).

Comentários

Leia também