Câmara aprova o Plano Diretor de Turismo de Sorocaba e foco, a partir de agora, será fomentar setores da cultura e lazer, uma vez que 84% das pessoas que visitam a cidade o fazem a trabalho ou negócios

Os vereadores aprovaram em primeira e segunda discussão durante a 21ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Sorocaba, realizada nesta quinta-feira, 19 de abril, o Plano Diretor de Turismo para o período de 2018 a 2020.

O Projeto de Lei nº 68/2018, de autoria do Executivo, que institui o plano, sob a responsabilidade da Secretaria de Cultura e Turismo, tem como objetivo orientar o desenvolvimento sustentável do turismo, aliando a conservação de seu patrimônio natural e cultural ao desenvolvimento socioeconômico do município. O projeto de lei é acompanhado de um anexo com a íntegra do plano, totalizando 47 páginas e subdividido em “Pesquisa de Demanda Turística”, “Diagnóstico Turístico”, “Prognóstico” e “Programas e Projetos”, além das considerações finais.

O Plano Diretor de Turismo tem como objetivos: planejar o desenvolvimento sustentável do turismo em Sorocaba; criar a identidade turística do município; desenvolver produtos turísticos através dos recursos naturais e histórico-culturais de Sorocaba e região; elaborar roteiros turísticos locais e regionais; organizar e qualificar a oferta cultural, aumentando a competitividade turística; fomentar investimentos privados no segmento do turismo; desenvolver fontes de informação e pesquisas referentes às atividades turísticas locais e regionais; promover a melhora contínua dos projetos de turismo executados pelo município; apresentar programas e projetos de turismo e fomentar o desenvolvimento do Turismo na Região Metropolitana de Sorocaba.

Para elaboração do Plano Diretor de Turismo, foram realizadas pesquisas durante a semana em 14 hotéis, nos meses de junho, agosto e setembro, totalizando 196 formulários. No Zoológico Quinzinho de Barros foram aplicados 146 formulários nos finais de semana, também nos meses de junho, agosto e setembro. Além do total de 342 formulários aplicados, foram realizadas três oficinas com representantes do setor turístico no município, englobando representantes de barres e restaurantes; representantes dos meios de hospedagem, espaços para eventos e SPA; e membros do Conselho do Turismo e vereadores.

De acordo com a pesquisa realizada junto aos hotéis, 79% dos turistas hospedados são homens e 21% são mulheres, sendo que 23% têm renda superior a R$ 9.500 e 19% têm renda entre R$ 3.801 e R$ 5.700. A maior parte (63%) é oriunda do próprio Estado de São Paulo e o principal motivo da viagem é a negócios (84%). Apenas 36% responderam ter visitado algum atrativo turístico da cidade, destacando-se como principais o Parque Campolim (17%) e o Zoológico (12%). Já no caso do Zoológico, 64% dos visitantes são mulheres, enquanto os homens perfazem 36%, sendo que 30% do total de visitantes têm renda entre R$ 1.901 e R$ 3.800 e 27% têm renda acima de R$ 3.801. Entre outras conclusões, a pesquisa constatou que Sorocaba possui vocação para o turismo de negócios.

FOTO: Antônio Gonçalves Botafogo, liderança do setor de hotéis, bares, restaurantes e casas noturnas de Sorocaba, recebe documento com o Plano Diretor de Turismo das mãos do secretário da Cultura, Werinton Kermes, durante a 74ª reunião do Conselho Municipal de Turismo, quando o tema aprovado pelos vereadores foi debatido