Candidato a prefeito do partido de Pannunzio diverge das decisões tomadas. Ele diz que entende a necessidade de cortes provocada pela crise econômica nacional, mas afirma que a preservação de conquistas importantes, como a Linc, deveriam ter ficado intocadas

As decisões do prefeito Pannunzio, que busca adequar a arrecadação com o que foi previsto de gastos para este ano, como não era esperado que fosse diferente, automaticamente são associadas ao candidato do seu partido, o PSDB, à prefeitura de Sorocaba. Conversei com João Leandro sobre isso, ele sabe que essa associação ocorrer, mas pede que “o eleitor saiba diferenciar ele (que tem seu próprio jeito) do prefeito Pannunzio”. Ele também me disse que “espera que o eleitor olhe para o João Leandro secretário e que tem suas próprias idéias”. Sobre essa polêmica, que só cresce desde que os cortes passaram a ficar conhecidos há uma semana, João Leandro afirmou: “Eu entendo a necessidade de cortes nas despesas da prefeitura, que foram provadas pela crise econômica, sempre é importante ressaltar, mas para mim a preservação de conquistas importantes como a Linc, por exemplo, deveriam ser preservadas. A redução do repasse de verbas é compreensível nesse cenário de grave crise econômica, mas acabar com tudo não se justifica”. Perguntei o que ele faria se fosse o prefeito e precisasse cortar gastos e João Leandro afirmou: “Chamaria todos os envolvidos e combinaria a redução. Acredito que todos iriam entender e até colaborar”.