Candidato Raul Marcelo segue estratégia de bater proposta e afirma que está superada discussão sobre o mais preparado

raulNo encerramento da série de entrevistas com os dois candidatos a prefeito que disputam o 2º turno das eleições de Sorocaba, no Jornal da Ipanema (FM 91,1Mhz), Raul Marcelo (PSOL) deixou claro na terça-feira (11/10) qual a sua estratégia para conquistar os votos nesta etapa da eleição. A série começou com Crespo (DEM) no dia 10. Nos dias 24 e 25 a ordem dos entrevistados será invertida. Tudo isso foi feito por sorteio num acordo entre a direção da rádio e as assessorias dos dois candidatos. As entrevistas acontecem na coluna O Deda Questão e no Espaço Especial Eleições 2016 da Ipanema. Ao contrário do que aconteceu no 1º turno, neste aqui os ouvintes puderam participar mandando perguntas. A entrevista durou uma hora e 20 minutos (começou às 8h10 e acabou 9h30 porque Raul se atrasou para chegar à emissora) e teve a participação maciça dos ouvintes que perguntaram sobre Dinheiro para fazer o que promete; Onde mora; Porque o candidato a vice não aparece; Votos dos evangélicos; Educação Fundamental;; Saúde Mental; Escola aberta nos finais de semana; Cargo comissionado; Minoria na Câmara; Reciclagem, Asfalto; Lixo; Flanelinha; Ambulante; Camelô; Morador de rua.

 

O candidato Raul manteve o mesmo tom conciliador durante toda a entrevista. Teve resposta para tudo. Deixou claro o domínio sobre cada passo deste momento da campanha e passou o sentimento ao eleitor de que sabe o que está fazendo e que dará conta do que terá de fazer se vier a ser eleito prefeito. Ele demonstrou certa insegurança, somente, quando questionei de onde ele tinha a informação de que Sorocaba é a cidade onde mais se consome Rivotril (antidepressivo) no Brasil.

O candidato passou longe de qualquer polêmica, mas ao menos por três vezes deu uma cutucada em Crespo ao falar que suas propostas para o Lixo (fazer reciclagem) é melhor do que de Crespo (construir incinerador); depois para os parques onde ele defendeu sua proposta (estimular a presença do público, trocar a iluminação por LED e trabalhar para que o artista ocupe a praça) e vendeu ao eleitor que Crespo que privatizar os parques. Por fim, quando ele disse que, sem assembleismo, quer que o sorocabano diga se quer a cidade do tamanho que está ou quer crescermais.

 

Raul Marcelo pode perder, afinal é uma eleição, mas ele tem uma estratégia para ganhar e ela passa por bater proposta, uma a uma, com Crespo. A estratégia de Crespo, de demonstrar ao sorocabano que ele é o mais preparado e capaz para o cargo, na visão de Raul está superada.

 

Um tom acima com os adversários

 

O que soou estranho, talvez arrogante, foi a forma como Raul Marcelo disse que deseja os votos dos eleitores de Glauber Piva (PT), Hélio Godoy (PRB) e João Leandro (PSDB), mas não quer conversar com nenhum deles pedindo apoio. E disse em alto e bom som, em tom de reflexão: “O que que o Glauber pode agregar ao meu programa? E o João Leandro, que é da continuidade do Pannunzio que está pessimamente avaliado pelo sorocabano! Talvez uma pesquisa pudesse me indicar algo, mas como não tenho essa pesquisa prefiro não ter nenhum deles, quero apenas os votos dos eleitores deles”.

 

Com o voto o eleitor, no dia 30.

Antes, porém, o ouvinte terá novas chances de abordar os dois, nos dias 24 e 25 próximos.