Capítulo 1 – Crise estourou somente agora, mas começou em abril

ViceRadioOs bastidores políticos de Sorocaba começaram a tremer no final da tarde de domingo, quando a senhora Neide Andrade Barcelos Coutinho, mãe da vice-prefeita, Jaqueline, denunciou que o prefeito teria partido para agressão contra o secretário Hudson Zuliani e a própria filha na última sexta-feira.

Tudo começou em abril, quando Jaqueline recebeu uma denúncia anônima, por telefone, onde uma voz masculina, que não se identificou, teria informado que a funcionária comissionada, Tatiane Regina Goes Polis, que é assessora de Crespo, teria apresentado diploma suspeito de ser falso.

A vice-prefeita afirma que repassou a informação sobre a denúncia recebida ao corregedor municipal, Gustavo Barata, e que em função da gravidade do fato decidiu fazer algumas ações para investigar o caso. “Em se tratando de funcionário comissionado eu falei que eu iria fazer algumas ações para investigar essa denúncia para confirmar ou não. E de fato eu fui até a Esamc, onde a funcionária fez o curso superior, e de fato confirmei que ela tem o diploma de nível superior. Então, eu pedi para ver o diploma do ensino médio porque essa era a denúncia e observei que a cópia do documento do nível médio era de uma escola do Rio de Janeiro, e o que me chamou a atenção foi o fato de o diploma ter sido expedido e publicado em Diário Oficial no mesmo dia”.

Jaqueline afirma ainda que confirmou a publicação do diploma no Diário Oficial do Estado e que depois realizou uma pesquisa no sistema Gestão Dinâmica de Administração Escolar (GDAE), da Secretaria Estadual da Educação de São Paulo, sobre a situação escolar da funcionária comissionada. “Eu fiz uma pesquisa no sistema, que é da Secretaria Estadual de Educação de São Paulo, para ver com relação ao ensino fundamental 2, porque também havia informações correntes dentro da própria Prefeitura, de que ela não teria o ensino fundamental 2. E de fato pela pesquisa a funcionária teria feito até a 6ª série”.

Com base nas informações levantadas, a vice-prefeita pediu para a própria funcionária, na quinta-feira da semana passada, que apresentasse a cópia do certificado de conclusão do ensino fundamental 2, durante conversa entre elas, na presença do secretário Zuliani, por volta das 17h45, no Paço Municipal. Diante da posição da funcionária comissionada, que não entregou a cópia do diploma, Jaqueline foi dormir, mas retomou o assunto na sexta-feira.