Coletiva do prefeito surpreende pela presença na mesa oficial de servidor exonerado pelo fato do seu empréstimo da CPTM para a Prefeitura não ter se consolidado. Ele atua extraoficialmente

AlceuEstiveram presentes na coletiva de imprensa da manhã de hoje, onde foi anunciada a pré-seleção de Sorocaba, pelo Ministério das Cidades, para a obtenção de financiamentos visando obras e ações na área do saneamento da cidade,  além do prefeito Crespo e de Ronald Pereira da Silva, diretor-geral do Saae, também a vice-prefeita Jaqueline Coutinho e os secretários Eloy Oliveira (Comunicação), Eric Vieira (Gabinete Central) e Luiz Alberto Fioravante (Planejamento e Projetos), além de Alceu Segamarchi.

Opa!

Mas o Alceu voltou?

Não, afinal o  governo do Estado não liberou que ele venha trabalhar na Prefeitura de Sorocaba sem que seu salário seja pago pela prefeitura, como deseja o prefeito Crespo. O prefeito negocia esta questão, mas ainda não obteve sucesso. Mesmo assim Alceu Semagarchi segue trabalhando sem vínculo e sem a obrigatoriedade de estar presente no dia a dia. Mas ele está presente em muitos momentos, como o de hoje, afinal ele é amigo do prefeito e mesmo sem estar contratado colabora por ter boas relações em Brasília. Assim Alceu pode estar ajudando, mas por enquanto extraoficialmente.

A edição do dia 30 de agosto do jornal Município de Sorocaba trouxe a exoneração de Alceu Segamarchi, que havia sido nomeado por Crespo para atuar como chefe de Gabinete do Poder Executivo. Segamarchi foi cedido pela CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), do governo estadual e, segundo o prefeito, sem despesas para o município, as a CPTM não concordou com a cessão gratuita à prefeitura e afirmava que o município deveria restituir os salários do servidor. A Prefeitura acabou ressarcindo a CPTM. Apesar do nome oficial ser de chefe de gabinete, Alceu agiu como o coordenador da Promotoria Econômica, equipe formada para captar recursos estaduais e federais e até internacionais para a prefeitura.

Comentários

Leia também