Com cheiro de candidatura

A visita do governador João Dória a Sorocaba, para entregar o funcionamento 24 horas da Delegacia de Defesa da Mulher, e a compreensão de que essa conquista é mérito da deputada estadual Maria Lúcia Amary (PSDB) e da vereadora Iara Bernardi (PT) que sempre defenderam essa bandeira de defesa feminina, foram temas da mais recente publicação do grupo Ação Popular – grupo de organização política liderada pela Juventude Tucana de Sorocaba.

Mas um detalhe me chamou a atenção no conteúdo: o agradecimento a Isabel Amary, esposa do secretário de Habitação do Estado de São Paulo, Flávio Amary, que junto à iniciativa privada e sociedade civil, idealizou a brinquedoteca da delegacia.

Ops! Esse tipo de ação é típica de uma primeira-dama. Ou não?

Levando em conta todo o processo de coalização e paz dentro do ninho tucano, essa ação de Isabel Amary só aumenta o cheiro da candidatura de seu marido à prefeitura de Sorocaba em 2020.

A foto que ilustra essa publicação, tirada no momento da inauguração do atendimento 24 horas da Delegacia da Mulher, faz com que essa sensação de cheiro de candidatura fique ainda mais forte, uma vez que nelas estão personagens antagônicos da história de Renato Amary (de um lado o deputado Vitor Lippi, desafeto político de Renato; deputada Maria Lúcia, ex-esposa de Renato e do outro Flávio, o filho de Renato).

Essa foto demonstra que mediados pelo governador, eles têm capacidade de olhar para a frente, ou seja, no que podem construir, e deixar o passado para trás, afinal o máximo que poderiam fazer era apenas remoer o que fez com que se tornassem adversários.

Comentários

Leia também