Com quase 2 anos de atraso e após 6 adiamentos de inauguração, governador coloca na agenda que estará no km 106,5 da rodovia que liga Sorocaba a Salto de Pirapora para declará-la oficialmente duplicada no próximo dia 16

sp264Finalmente a novela da entrega das obras de duplicação da rodovia João Leme dos Santos (SP-264), que liga Sorocaba a Salto de Pirapora, tem data para acabar. O governador Geraldo Alckmin publicou em sua agenda pública que no dia 16 de novembro, próxima quarta-feira, às 10h, no km 106,5 da rodovia, ele vai comandar a solenidade de entrega da duplicação da rodovia. Iniciadas no final 2013, as obras inicialmente estariam concluídas em fevereiro de 2015, portanto são 21 meses de atraso e seis adiamentos de data de inauguração neste período provocados, segundo o DER (Departamento de Estradas de Rodagem), por rompimento do contrato de uma das empresas que iniciaram as obras e depois sucessivos casos de desapropriações de áreas como ocorreu no último adiamento, há 40 dias, quando ainda faltavam obras de ciclovia e calçadas entre os km 102 e 106 além de intervenções para segurança, fora do eixo principal de duplicação, como o remanejamento de postes pela companhia de energia.

 

As obras de duplicação compreendem a extensão que vai do km 102 (região do Jardim Tatiana em Sorocaba, no acesso a Coca-Cola Sorocaba) até o km 119,5 na entrada no município de Salto de Pirapora, passando pelo trevo de acesso à ligação de Piedade a Votorantim e pelo campus Sorocaba da UFSCar. Os lotes 1 e 2 licitados compreendem toda a extensão da rodovia. No trecho foram construídas oito faixas elevadas para a travessia de pedestres: nos kms 104,1, 104,4, 104,9, 106,5, 107,1, 109,9, 110 e 110,6. Uma das faixas elevadas, que fica em frente ao condomínio residencial Santa Maria, foi obstruída por causa da imprudência dos motoristas que não respeitavam o local como sendo exclusivo aos pedestres.

 

A foto, feita no dia 2 de dezembro de 2013, registra o palanque recheado de políticos que receberam o anúncio da obra prevista para ser entregue em fevereiro de 2015. Agora, 21 meses depois, fica a expectativa para ver quem estará lá, ou seja, se os prefeitos que saem em dezembro ou os que chegarão em janeiro escolhidos pelas urnas de outubro passado