Corretores imobiliários se dizem de luto com o aumento do valor venal dos imóveis de Sorocaba e que ele representa o assassinato do setor que mais gera emprego na cidade. Para eles, seria justificável se o aumento fosse gradativo

SetorITBIA atualização da Planta Genérica de Valores do município, que vai elevar o valor venal dos imóveis (usado como base de cálculo para a transferência do imóvel de um proprietário para outro) tomou conta da conversa daquelas pessoas diretamente envolvidas com o setor imobiliário, mas somente depois de votada e aprovada.

Sob o anonimato, pois eles têm medo de represálias, corretores e empreendedores do setor imobiliário, passaram a compartilhar em grupos de WhattsApp na manhã de hoje um texto onde afirmam que passam pelo pior momento dos últimos 50 ano, se dizem de luto e violentados por vereadores e prefeitura.

A consequência desse aumento, na avaliação dessa categoria, será o de afastar investimentos imobiliários na cidade se tornando assim, não apenas um problema do setor imobiliário, mas sim de toda a sociedade, pois aumento de impostos significa retirar poder de consumo e ou poupança da sociedade. O setor público que faça sua lição de casa!

Leia a íntegra do texto compartilhado:

Setor imobiliário de luto

O setor imobiliário e da construção civil em Sorocaba vive um dos piores momentos da sua história nos últimos 50 anos, embora ainda empregue um grande número de pessoas, que através deste sustentam suas famílias, será mais uma vez duramente violentada pela Prefeita de Sorocaba, que ora diga se de passagem não foi eleita pelo povo, mas sim por um conluio de vereadores que quase que unanimemente votou favorável à correção da PGV o que acarretará em um aumento de 300% no valor da ITBI. Isso vai afastar ainda mais os investidores do setor imobiliário, muitos profissionais do setor ainda não se deram conta do impacto negativo que isso acarretará, mas com certeza vão sentir na pele, pois onera substancialmente o valor de uma escritura (ITBI) e para o adquirente, ou seja, para que paga uma escritura (que já é um absurdo). A majoração num ano como esse é totalmente inviável e ainda 300% de uma única vez…perdoem-me senhores vereadores e senhora prefeita, isso é o assassinado de todo um setor que mais gera emprego. (A prefeita e os vereadores) pensaram unilateralmente na arrecadação, porém sem vistas ao impacto negativo para esse setor. Será que a prefeitura não percebeu que os investidores desse setor imobiliário estão migrando para outros locais mais atrativos e menos onerantes? Uma atitude como essa vai sepultar todo um setor, gerando uma crise ainda maior. E o Secovi e Creci não se manifestam com tamanha aberração? Todos profissionais do setor tem que se mobilizar, isso é muito grave. Essa majoração é plausível desde que se faça paulatinamente sem ferir ou matar toda uma classe de trabalhadores. Precisamos urgente defender nossa classe antes que acabem com ela!