CPI do Lixo da Câmara de Sorocaba afirma que prefeito ERROU ao RETIRAR a empresa que prestava serviço de coleta. E a CPI da Merenda afirma que prefeito ERROU ao MANTER a empresa que presta serviço de alimentação dos alunos. As duas são presididas pelo mesmo vereador que se tornou o principal crítico de Pannunzio. A mensagem é que não importa o que o prefeito faça, pois sempre ele estará fazendo errado. Essa é a crítica, a CPI virou um instrumento político e não técnico

IrineuO vereador Irineu Toledo (PRB) tem publicado textos no facebook dirigidas a mim, diretamente. Afirma que sou contra as CPIs (são 16 Comissões Parlamentares de Inquérito abertas somente nesta legislatura) e me regogizo quando saem decisões do Ministério Público, e do Conselho Superior do MP, determinando o arquivamento, e não investigação, do que apontado pelas conclusões dos vereadores. Tudo mentira. Não sou contra CPI e nem fico feliz com o que o MP decide. Irineu acertaria na mosca se me ouvisse e lesse o que está escrito e não o que ele entende que está: sou contra investigações que querem ser palco para vereadores se exibirem sem o compromisso de chegar a uma conclusão que não seja unicamente política. Sou contra o uso político da investigação. Sou contra o vereador iludir o eleitor mais vulnerável ao seu discurso manequeísta. Só isso. Sou a favor, sim, de que seja fiscalizado e se dê material com substância ao MP para investigar. Chega de viés político nas investigações. Estou exagerando? O que dizer de duas CPIs (Lixo e Merenda) concluí­das ao mesmo tempo. A CPI do Lixo afirma que prefeito ERROU ao RETIRAR a empresa que prestava serviço de coleta. E a CPI da Merenda afirma que prefeito ERROU ao MANTER a empresa que presta serviço de alimentação dos alunos. As duas são presididas pelo mesmo vereador (Crespo) que se tornou o principal crítico de Pannunzio. A mensagem é que não importa o que o prefeito faça, pois sempre ele estará fazendo errado. Essa é a crítica, um viés político e não técnico dos vereadores.

Comentários

Leia também