Críticas do PSDB, na véspera de apoio do DEM, geram mal-estar

O presidente do diretório municipal do PSDB, João Leandro da Costa Filho, usou de sua página no Facebook (compartilhada pela página do partido na mesma rede) para tecer severas críticas aos vereadores que não criaram uma Comissão Processante para cassar o mandato do prefeito Crespo (DEM) – leia postagem anterior – uma vez que ele entende que o prefeito deveria passar pela investigação e se fosse o caso também tivesse seu mandato novamente cassado.

Isso aconteceu no momento em que o DEM, partido do prefeito Crespo, tomou a decisão de apoiar a candidatura de Dória (PSDB) ao governo de São Paulo indicando que o deputado Rodrigo Garcia ocupe o cargo de vice. Rodrigo Garcia e Crespo são amigos há décadas e ele acompanha de perto o clima de hostilidade no qual estão envolvidos vereadores e o prefeito.

Mas o que poderia ter ficado em segundo plano, virou motivo de revolta no ninho tucano sorocabano. Sem falar abertamente sobre a manifestação de João Leandro, o que se ouve é que ele agiu com o fígado, pensando apenas do ponto de vista da desavença pessoal dele e do ex-prefeito Pannunzio com o atual prefeito, Crespo, deixando de raciocinar coletivamente, ou seja, no âmbito da instituição.

O vereador Martinez falou comigo sobre o tema, apenas confirmou que a crítica do presidente do partido foi iniciativa dele e não reflete o que pensa o partido, não escondeu que a crítica gerou mal-estar no partido e disse que a classificou a manifestação de João Leandro de “inoportuna” uma vez que não havia posição fechada da bancada (dos 3 vereadores, 1 foi a favor da Comissão Processante e 2 contrários) e dessa forma “não há do que ele reclamar”.

A crítica de João Leandro, de imediato, não vai provocar nenhuma mudança no ninho tucano, uma vez que Vitor Lippi e Maria Lúcia Amay (que são candidatos à reeleição) estão focados em suas campanhas. E que dependendo do sucesso deles na eleição, isso vai pesar na hora da renovação da direção do partido. Mais do que a crítica e o que pensa João Leandro, o que vai pesar é o momento em que a crítica foi feita e o fato de não ter sido levado em conta a instituição partido deixando que prevalecesse a rusga pessoal dele com o prefeito.

Comentários

Leia também