De novo presidente da Câmara vota contra interesse do prefeito. Por quê? “Por que ele está de saco cheio deste governo”, me conta uma fonte

E o presidente da Câmara de Vereadores, José Francisco Martinez, voltou a agir de maneira totalmente independente do seu partido e dos interesses do prefeito Pannunzio na sessão de hoje (24/05) da Câmara de Vereadores ao ser um dos 9 vereadores que aprovaram a criação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Fila para apurar possíveis irregularidades no cadastramento habitacional realizado pela Prefeitura de Sorocaba para o preenchimento das 500 vagas remanescentes para o residencial Altos do Ipanema. Anteriormente Martinez podia (pois faz parte de suas atribuições), simplesmente, ter engavetado um pedido de cassação do prefeito Pannunzio, mas preferiu manter este desgaste ao prefeito. Martinez também podia não ter publicado (pois também faz parte de suas atribuições) um decreto legislativo do vereador Crespo suspendendo os efeitos do decreto do prefeito Pannunzio que criou o Cotim (Comitê de Otimização do Gasto Público), mas não o fez. Agora assina a CPI da Fila.

Mas antes de assinar pela CPI da Fila, ele ouviu o líder do prefeito na Câmara, Anselmo Neto. O líder teria ligado ao secretário de Governo, João Leandro, explicando que os vereadores queriam formar a CPI da Fila. Anselmo teria ouvido de João Leandro que não tentasse barrar a formação da CPI porque este governo não tem nada a esconder, não fez nada de errado e seguiu o protocolo de total lisura para efetuar o cadastramento das pessoas interessadas em moradia popular. Ao ouvir essa explicação, Martinez teria dito: se para eles (prefeitura) não tem problema, não tem desgaste mais uma CPI, então não sou eu que vou me preocupar. Mais ainda, vou assinar. E foi lá e assinou pela instalação da CPI junto dos petistas Izídio de Brito, Carlos Leite e Francisco França, além de Rodrigo Manga (DEM), Hélio Godoy (PRB), Marinho Marte (PPS), Fernando Dini (PMDB), ou seja, todos membros da oposição. Dos 9, apenas Martinez (PSDB) é da base do prefeito.

Minha pergunta é a mesma: por que Martinez está agindo assim?

Ouvi algumas respostas, nenhuma que explicasse suas atitudes, exceto uma: “ele está de saco cheio deste governo”. Claro que vou manter o sigilo da fonte, mas posso dizer que não é de nenhum vereador da oposição. Inclusive houve um complemento na fala da minha fonte, que disse: “Aliás, todos nós estamos”, ou seja, não é apenas o vereador Martinez que tem senões contra o governo, mas outros vereadores da situação também.

Por saco cheio, entenda-se pedidos para atender seus eleitores (asfaltamento de rua, iluminação de via, sinalização de trânsito… e vetos a projetos de lei aprovados) não atendidos.