Debate propõe atenção ao uso criterioso de aparelho digital

Com o objetivo de debater as consequências do uso excessivo dos aparelhos eletrônicos, a Câmara Municipal de Sorocaba promoveu audiência pública sobre “Alienação Digital”, realizada no plenário da Casa na noite de quarta-feira, 10, por iniciativa do vereador Rafael Militão (MDB).

Além do parlamentar, a mesa dos trabalhos contou com a presença das seguintes autoridades: Jorge Luís Júnior, representando a Secretaria de Segurança e Defesa Civil; professor Washington Alencar, do Colégio Adventista e líder em educação e assuntos públicos da Associação Paulista Sudoeste; Simone Lopes, gerente de recursos humanos da empresa multinacional Enel X; e o professor Wilton Garcia Sobrinho, doutor em comunicação pela USP e professor de pós-graduação da Uniso (Universidade de Sorocaba).

Novo momento

“A ideia de se discutir esse assunto não é proibir o uso de celulares e outros aparelhos eletrônicos, mas racionalizar seu uso, evitando que se fique dependente desses aparelhos 24 horas por dia”, esclareceu Rafael Militão. “Também é fundamental que os pais prestem mais atenção quanto ao tempo que seus filhos estão vidrados em aparelhos eletrônicos”, enfatizou o parlamentar.

O professor Wilton Garcia Sobrinho proferiu palestra sobre o tema e enfatizou que, se por um lado a cultura digital traz grandes vantagens, facilitando o dia a dia das pessoas, por outro lado, ela tem contraindicações e, para que o usuário não seja prejudicado por esse uso, é preciso que ele tenha “ciência de si”. “Hoje, temos uma capacidade incrível de acumular informação com a memória do digital, mas temos cada vez menos capacidade de concentração”, afirmou o professor, que também discorreu sobre a relação da cultura digital com o tempo, as subjetividades e as relações sociais, entre outras questões, valendo-se de pensadores como o italiano Umberto Eco (1932-2016), entre outros.

Problema na empresa

Simone Lopes disse que os recursos humanos das empresas enfrentam muitas situações em que seus funcionários, em pleno horário de trabalho, estão assistindo filmes ou jogando virtualmente. “Recentemente, fizemos um processo para Menor Aprendiz e percebemos que os mais jovens já apresentam dificuldades de fazer dinâmica de grupo, pois não conseguem interagir com outras pessoas”, afirmou. “Já vi casos de acidentes de trabalho em que o funcionário caiu porque estava descendo uma escada vendo o celular”, acrescentou.

Pais devem dar exemplo

O professor Washington Alencar lembrou que os próprios especialistas em informática que ajudaram a criar a Era Digital estão conscientes dos malefícios que o uso excessivo de aparelhos eletrônicos pode causar na formação das crianças e muitos deles não deixam que seus próprios filhos façam uso de aparelhos celulares antes da alfabetização. O professor lembrou que, no passado, esse tipo de preocupação já ocorria com aparelhos eletrônicos que eram novidades em suas respectivas épocas, como o rádio e a televisão. E enfatizou que os adultos, se querem educar as crianças no uso racional dos meios digitais, devem começar dando o exemplo.

Educação e trânsito

Jorge Luís Júnior, da Secretaria de Segurança e Defesa Civil, discorreu para os riscos e consequências do uso do celular no trânsito, como reflexos lentos, falta de foco e falta de concentração, que podem provocar acidentes, inclusive envolvendo transeuntes, que, devido ao uso do celular na rua, se colocam em situação de vulnerabilidade. Citando reportagem da imprensa, observou, ainda, que o Brasil é o terceiro país do mundo em tempo de conectividade, com cada brasileiro ficando aproximadamente nove horas ligado ao celular, atrás apenas dos tailandeses e dos filipinos. O técnico também discorreu sobre os crimes digitais, como o assédio virtual de crianças e adolescentes.

O evento, que também contou com a participação de alunos, foi transmitido pela TV Câmara (Canal 31.3; Canal 6 da NET; e Canal 9 da Vivo) e pode ser visto na íntegra através no portal da Casa através dos seguintes endereços eletrônicos: Parte 1: https://youtu.be/uNVQLyThXgs e Parte 2: https://youtu.be/Iu_d6xacrY0 .

Comentários

Leia também