Demissão de secretário da pasta envolvida no pagamento em duplicidade, que é apadrinhado por presidente da Câmara, faz ferver os bastidores políticos e todos se fazem a mesma pergunta: A guerra vai recomeçar?

DemissaoA Prefeitura de Sorocaba, via Secretaria de Comunicação e Eventos, informou que a troca dos secretários da pasta de Abastecimento e Nutrição estava prevista antes de toda a investigação a respeito do pagamento em duplicidade do contrato da merenda escolar.

Acontece que o secretário que saiu, Daniel Pólice, é apadrinhado do vereador Rodrigo Manga, presidente da Câmara de Vereadores de Sorocaba. Mais, o secretário que entrou, José Olimpo, é filho do deputado federal Missionário Olimpo, que é do mesmo partido (DEM) e tem outro filho que assim como Manga é candidato a deputado estadual em 2018. Ou seja, o prefeito Crespo tirou um aliado do presidente da Câmara do cargo de secretário e o substituiu por um concorrente de Manga.

Obviamente que o clima voltou a pesar entre Crespo e Manga.

E por que voltou? Por que havia sido amainado, via o presidente do diretório estadual do DEM, Rodrigo Garcia, quando Crespo reassumiu, via liminar, o cargo de prefeito do qual foi cassado pelos vereadores com intensa participação do presidente do Legislativo, Rodrigo Manga.

Daí, desde a noite de quarta-feira, a pergunta que não quer calar é: a guerra entre Manga e Crespo vai recomeçar?

A denúncia do pagamento, feita por Kiko Pagliato com exclusividade durante Live no Portal Ipanema, é interpretada na prefeitura como sendo uma dica dada por Manga a Kiko Pagliato. Vale lembrar que Kiko exerceu o cargo de secretário da prefeita Jaqueline Coutinho durante a cassação de Crespo e estabeleceu um laço de proximidade com todos os vereadores, tendo sua atuação merecido sucessivos elogios, inclusive de Manga que, publicamente, pediu a Crespo para manter Kiko no cargo.

Em entrevista a mim, Manga disse que não existe nada por parte dele contra o prefeito e que a saída de Daniel Pólice era algo já combinado dentro do DEM, portanto não tem sentido essa especulação de novo conflito. O passado ficou para trás, me disse.

Denúncia a ser apurada

Quanto a denúncia do pagamento, explicou Manga: Gostaria de adiantar que a Câmara de Sorocaba está atenta aos acontecimentos envolvendo o contrato da merenda. Porém, o assunto é recente e demanda ainda mais informações. A Câmara vai acompanhar as ações da Prefeitura quanto ao desenrolar do assunto, a fim de não comprometer quaisquer iniciativas já em andamento. Particularmente, acredito, em princípio, no empenho da Administração em esclarecer tais fatos e agir de forma transparente.

O Poder Legislativo reconhece ainda a importância de que o assunto seja apurado e não descarta, num segundo momento, com a anuência dos demais vereadores da Casa, e caso necessário, solicitar mais informações, ou até documentos, para esclarecer pontos que estejam ainda nebulosos.

Ao vivo na coluna O Deda Questão de hoje, o vereador Renan Santos disse que iria tentar se reunir com o presidente Manga, e os vereadores Hudson Pessini, Péricles Régis e Iara Bernardi para ouvir Daniel Pólice e decidir que encaminhamento dar ao tema.