Demissão de secretário de Esportes é questão de dias na Prefeitura de Sorocaba. Mas não será surpresa se for de horas. Situação fica insustentável após ele representar contra vereador e colega secretário junto ao corregedor. Mudança vai mexer no quadro da Câmara, afinal secretário é dono de mandato de vereador

Francisco Moko Yabiku foi eleito vereador em 2012 e surpreendeu todo mundo quando confirmou que seria o Secretário de Esportes da Prefeitura de Sorocaba. Ele atendeu a um pedido do amigo pessoal, o prefeito Pannunzio, que precisava abrir espaço para o então suplente, Paulo Mendes (que não foi eleito) pudesse assumir e se tornar o líder do prefeito, afinal outro vereador com este perfil (Martinez), presidia a Casa naquele momento. Yabiku aceitou o desafio. Nunca havia sido secretário e era numa pasta na qual ele total afinidade, afinal é jogador de tênis, ponta esquerda no futebol de campo e ligado ao universo dos jogos de várzea. Mas dois anos depois, se sente frustrado. Quando lhe fazem um simples pergunta, por exemplo, sobre o placar eletrônico do CIC, ele é de um sinceridade que assusta: não sei, pergunta para o secretário da Administração, ele que manda.
A verdade é que pela política de austeridade do prefeito Pannunzio, nada se gasta ou se compra sem passar pelas comissões determinadas pela lei e isso torna tudo mais devagar.
Mas se tudo isso incomodava, não era motivo para Yabiku voltar ao seu cargo na Câmara. Nem mesmo quando a justiça cassou os direitos políticos de Paulo Mendes e ele perdeu mandato. Neusa Maldonado, a segunda suplente assumiu a vaga e segue até hoje. Martinez virou o líder. Agora, com a iminente demissão de Yabiku, Neusa perderá sua vaga.
Então, porque Yabiku está na marca do pênalti?
Porque surpreendentemente, para todo mundo, especialmente ao prefeito Pannunzio, Yabiku fez uma representação contra o secretário de Governo João Leandro da Costa Filho e contra o vereador Muri de Brigadeiro Tobias (PRP) junto ao corregedor do município. Não consegui saber o motivo, mas a essa altura pouco importa. João Leandro está há vinte anos com Pannunzio, é pessoa chave no governo todo e se Yabiku sabe de algo sobre ele poderia até fazer o que fez, mas manda a ética que antes tivesse avisado ao próprio João Leandro e ao prefeito Pannunzio. Não fez nada.