Depois do movimento cultural, chega a vez dos esportistas ocuparem a Câmara para protestar e fazer pesadas críticas aos cortes de verbas das entidades

Depois de um grupo de pessoas ligadas ao movimento cultural sorocabano protestar contra o corte de gastos feitos pela Prefeitura de Sorocaba, representantes do esporte estiveram hoje (11/08) na Câmara de Vereadores para criticar tais decisões. A cara de desolação do líder do prefeito, Anselmo Neto, seu silêncio e solidão em sua mesa, simboliza este momento onde os vereadores sentem a pressão dos formadores de opinião. O vereador Yabiku, que é do partido do prefeito e foi secretário de Esportes até abril, tentou explicar aos membros do futebol varzeano que a Câmara vai devolver R$ 1 milhão à prefeitura e que o dinheiro vai viabilizar o campeonato, mas não era ouvido. E deixou o grupo falando sozinho com cara de desconsolo. A opinião dos aliados do prefeito é de que não precisava deixar a situação chegar ao ponto que chegou.