Deputada embaralha a eleição para prefeito ao admitir que se precisar vai à disputa

A deputada estadual Maria Lúcia Amary foi surpreendida por mim na manhã de hoje (18/09) na coluna O Deda Questão do Jornal Ipanema (FM 91,1Mhz). Antes de tocar a vinheta que anuncia o quadro, o âncora do jornal, José Roberto Ercolin, perguntou sobre o que seria a entrevista. A deputada quis dar uma dica sobre o que ela desejaria falar, mas interrompi e disse que seria surpresa. Maria Lúcia riu e o clima de expectativa ficou no ar. Após o tradicional bom dia, afirmei que ela estava ali para anunciar em primeira mão que era a candidata a prefeito de Sorocaba em 2016 pelo PSDB. E ela, sem esconder o susto, exclamou: EU!

A entrevista toda, a partir dai, girou em torno dessa possibilidade. Ela foi muito clara em dizer que cabe ao prefeito Pannunzio (que por lei pode concorrer à reeleição) a decisão de vai ou não ser o candidato e ao partido como um todo o caminho para fazer esta escolha. Mas em nenhum momento fugiu da responsabilidade caso essa seja a escolha do partido e deixou evidente que se essa for a vontade ela vai sim para a eleição. Perguntei diretamente a ela o que muitos só falam nos bastidores: como seria um embate dela com o ex-marido o já anunciado pré-candidato pelo PMDB, Renato Amary. Perguntei se haveria algum constrangimento e ela deixou claro que nenhum. Em linhas gerais, ela disse: A campanha será política e nunca gostei das questões pessoais numa disputa, mas pessoalmente eu não fiz nada para me constranger ou constranger ninguém e numa campanha colocarei minhas idéias para o futuro de Sorocaba, afinal isso que é importante e não o passado ou o que foi importante no passado. Claro que essa já foi uma alfinetada em Renato Amary que em toda e qualquer entrevista que dá evoca o passado e o que ele fez para se credenciar para ser eleito novamente prefeito.

Fica o convite para que ouçam a entrevista. O link está nesta página, no ícone Meus programas de rádio. Afinal sua posição embaralha o jogo dentro do PSDB que via somente no deputado federal Vitor Lippi uma alternativa de candidatura para o caso de Pannunzio não ir para a disputa. Muitos ouvintes se manifestaram favoravelmente a Maria Lúcia enquanto ela estava no ar o que mostra a força de uma eventual candidatura dela.

Comentários

Leia também