Deputado abre acesso no CHS ao Conselho de Saúde

O deputado estadual Carlos Cézar, cujo a base é em Sorocaba e ele é líder do governador Márcio França na Assembléia Legislativa, abriu as portas do CHS (Conjunto Hospitalar de Sorocaba) – que tem gestão estadual – para o representante do Conselho Municipal de Saúde de Sorocaba, Luiz Cláudio Zanzarini, e da Câmara de Vereadores, Iara Bernardi, debaterem o funcionamento da unidade, seus impasses e dificuldades, além de avançar na compreensão do papel do Novo Hospital Regional, Sobre o CHS, Danilo Otto, da Coordenação de Gestão e Contratos do Governo do Estado de São Paulo ouviu sobre a dificuldade que os pacientes da região estão encontrando para receber atendimento, sobre a precariedade no atendimento quando conseguem ser atendidos e a respeito das incertezas relativas à Organização Social que deverá assumir a gestão do Conjunto Hospitalar, o que está impactando negativamente sobre a vida funcional dos servidores. Entre as dificuldades, estão relatos desesperados de mães com crianças em situação crítica na ala pediátrica.

Danilo Otto disse que o Governo do Estado de São Paulo o enviou a Sorocaba para ouvir os servidores do CHS, coletar dados sobre o funcionamento do hospital e entender melhor a precariedade do funcionamento do Conjunto, tanto estruturais quanto em matéria de equipamentos, insumos e pessoal. Ele relatou que o Governo do Estado está montando uma equipe para acompanhar a transição da gestão do CHS, que será assumida por uma Organização Social. Otto deverá integrar essa equipe, e garantiu que os serviços poderão ser prestados com mais agilidade no tocante à compra de serviços, medicamentos e equipamentos, que poderão ser comprados sem licitação, apenas com a apresentação de três orçamentos. A contratação de novos funcionários também poderá ser mais rápida, sem a necessidade de concurso público. O representante do Governo do Estado buscou tranquilizar os servidores públicos do CHS, garantindo que eles não terão perdas com a OS, tendo mantidas as suas prerrogativas funcionais. Otto informou que a OS ainda não foi escolhida, e que a gestão da estrutura do prédio continuará a cargo do Estado.

Novo Regional

Após a reunião no CHS, o grupo se dirigiu ao Novo Regional, que está parcialmente em operação, conheceu as estruturas e conversou com profissionais da saúde que estão trabalhando no novo prédio. Eles foram recebidos por Carlos Garcia, médico responsável pelo hospital. Segundo a previsão dos gestores, o Novo Regional deverá estar 100% operante até o final do ano.

Ação conjunta

O deputado Carlos Cézar e a vereadora Iara Bernardi decidiram fazer uma série de requerimentos cobrando a Prefeitura de Sorocaba e o Governo Estadual para solucionarem dificuldades relativas à má sinalização viária, falta de linhas de ônibus para atender o Novo Regional, dentre outros problemas, como por exemplo não haver nenhum local para abrigar os pacientes que passaram por consulta e esperam o seu transporte, e nem para adquirir  alimentação a custo barato.

Comentários

Leia também