Deputado federal explica relação com gráfica da campanha investigada a pedido do TSE

O deputado federal Vitor Lippi me enviou ontem à tarde uma nota de esclarecimento sobre o seu nome ser o único de outro partido, que não o PT, que aparece como contratante de empresa gráfica de Sorocaba que é alvo de investigação do Ministério Público feito pelo Tribunal Superior Eleitoral. Assim como venho batendo, uma pessoa não pode ser penalizada porque a empresa tem problema fiscal. Seja como for a investigação está em curso e o pronunciamento oficial de Vitor Lippi é o seguinte:

“NOTA DE ESCLARECIMENTO – Sobre a compra de materiais durante a campanha para o cargo de Deputado Federal ocorrida Após a realização de diversos orçamentos de materiais de campanha com essa e outras empresas prestadoras de serviços gráficos, solicitamos a compra de dois lotes de “Praguinhas Adesivas” (material colante que é utilizada na roupa) à empresa EMBALAC, conforme detalhado e aprovado nas prestações de contas da nossa campanha eleitoral.No total foram realizados dois pedidos de R$ 1.400,00 (um mil e quatrocentos reais) cada, totalizando o valor de R$ 2.800,00 (dois mil e oitocentos reais). Para nossa surpresa esta empresa está sendo investigadas por possíveis irregularidades fiscais. Contudo, salientamos que a aquisição do material ocorreu dentro das exigências legais, com emissão de Nota Fiscal correspondente e em conformidade com todas as exigências da legislação eleitoral. Aproveitamos para reiterar que todas as contas da campanha “Vitor Lippi 4510” foram auditadas e aprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral. Sem mais para o momento, nos colocamos a disposição para quaisquer”.

Comentários

Leia também