Deputado telefona a líder e tenta fazer com que ele mudasse de idéia e fosse o vice da chapa tucana, mas ouve a recusa

O deputado federal Vitor Lippi telefonou para o líder do governo na Câmara, na noite de quinta-feira, pedindo que ele aceitasse ser o vice de Martinez. Ele disse que não e pelas razões dadas pelo seu grupo da Renovação Carismática. Mesmo assim o deputado insistiu no que o vereador, acuado, disse que ele (deputado) que fosse o vice então. Mesmo diante do clima esquentando, o deputado ainda insistiu um pouco mais e teve de ouvir que tudo isso estava acontecendo porque ele e a deputada Maria Lúcia Amary não haviam aceitado ser candidato a prefeito e, mais, haviam enrolado todo mundo para que ficasse claro que teria de ser outro o candidato.