Desafio para medir o tempo de deslocamento do sorocabano entre dois pontos comprova a falência do transporte coletivo da cidade. Numa das provas, ônibus foi mais demorado até do que ir a pé. Carro, moto, táxi e bicicleta eram outras opções

FranchinA 7ª edição do Desafio Intermodal organizado pela Urbes – empresa pública responsável pelo Trânsito e Transportes em Sorocaba – comprovou o que já se sabia de modo empírico, ou seja, só de observar: o transporte coletivo sorocabano, feito exclusivamente por ônibus, está falido quando se leva em conta tempo de deslocamento e o conforto do usuário.

Os concorrentes dos ônibus foram caminhada (num dos trajetos quem saiu a pé chegou 20 minutos antes dos ônibus); bicicleta, motocicleta, táxi e carro particular.

Para medir o tempo, 25 pessoas saíram de quatro pontos da cidade em direção ao Paço Municipal, sede do governo municipal, percorrendo um trajeto de 8 quilômetros. Como todos saíram juntos, todos enfrentaram os mesmos problemas de concentração de veículos, semáforos e condições do clima.

O resultado desse desafio seria, certamente, mais desastroso ainda para os ônibus se algum dos concorrentes tivessem saído de algum ponto da Zona Norte, região que concentra quase 2/3 dos moradores de Sorocaba.

Qual a intenção

O objetivo da Urbes foi de propor mais uma vez uma reflexão à sociedade quanto à mobilidade urbana e saber qual o modal mais eficiente para os deslocamentos em Sorocaba. Neste desafio é comparada a eficiência dos modais considerando tempo de deslocamento, custo financeiro, consumo energético e emissão de poluentes dos diferentes modos de transporte.

O evento serve como pesquisa para avaliar o desempenho de sete categorias: pedestre, pedestre idoso, ciclista, passageiro de transporte coletivo, motociclista, passageiro de táxi e condutor de automóvel. “Com isso conseguimos avaliar todo o sistema de transporte de Sorocaba. O resultado vai nos ajudar no planejamento urbano da cidade, seja para melhorar os trajetos, seja para melhorar as linhas de ônibus ou ainda identificar a necessidade de aumentar a ciclovia, por exemplo”, explica o presidente da Urbes, Luiz Carlos Franchim (foto), que acompanhou o desafio.

Quando terá o estudo

Ótimo, que seja assim, mas que também seja dado um prazo para que um novo sistema público de transporte coletivo seja oferecido à sociedade. O governo Crespo, eleito em 2016, chega ao final depois de turbulências políticas e a sociedade espera dele um prazo sobre um novo sistema de transporte coletivo.

Há cinco anos disse pela primeira vez que o transporte coletivo oferecido era ineficiente e ineficaz, logo que comecei a coluna O Deda Questão no Jornal Ipanema (FM 91,1Mhz), e de lá para cá o que se vê é apenas comprovação, como esse resultado da 7ª edição do Desafio Intermodal, do que o usuário já percebeu faz tempo. Cadê a resolutividade para esta questão?

 

Ranking por ponto de partida rumo à Prefeitura – a numeração à esquerda é colocação de cada modal no  geral

RUA CHILE (Bairro Barcelona, Zona Leste)

1º – Automóvel (sede Urbes – rua Chile) = 13’30”

3º – Motocicleta (sede Urbes – rua Chile) =15’36”

5ª – Bicicleta (sede Urbes – rua Chile) = 18’59”

8ª – Táxi (sede Urbes – rua Chile) =23’30”

19ª – Pedestre (sede Urbes – rua Chile) = 55’38”

22ª – Ônibus (sede Urbes – rua Chile) = 1h19m47s

 

 

AVENIDA DO CAMPOLIM (Zona Sul)

2º – Motocicleta (sede Urbes – Campolim) = 15’25”

7ª – Automóvel (sede Urbes – Campolim) = 23’15”

13ª – Táxi (sede Urbes – Campolim) = 29’10”

16ª – Bicicleta (sede Urbes – Campolim) = 44’03”

21ª – Ônibus (sede Urbes – Campolim) = 1h02m

23ª – Pedestre (sede Urbes – Campolim) = 1h21m43s

25ª – Pedestre (sede Urbes – Campolim) – 1h26m18s

 

 

PRAÇA CENTRAL

6ª – Bicicleta (Praça Coronel Fernando Prestes) = 21’15”

9ª – Automóvel (Praça Coronel Fernando Prestes) = 24’18”

10º – Motocicleta (Praça Coronel Fernando Prestes) = 25’20”

11ª – Táxi (Praça Coronel Fernando Prestes) = 27’

15º – Ônibus (Praça Coronel Fernando Prestes) = 43’

20ª – Pedestre (Praça Coronel Fernando Prestes) = 57’43”

 

CLUBE DO IDOSO (Bairro Pinheiros – avenida Dom Aguirre)

4º – Motocicleta (Clube do Idoso) =15’40”

12ª – Automóvel (Clube do Idoso) = 28’20”

14ª – Bicicleta (Clube do Idoso) = 42’30”

17ª – Ônibus (Clube do Idoso) = 46’10”

18ª – Táxi (Clube do Idoso) = 53’45”

24ª – Pedestre (Clube do Idoso) – 1h24m10s