Diretor da UFSCar defende campus local e anuncia parceria com o TRT

O diretor do Campus Sorocaba da UFSCar, professor Ismail Barra Nova de Melo, doutor em Geografia pela Unesp (Universidade Estadual Paulista), usou a tribuna durante a sessão ordinária desta quinta-feira, 21 de junho, a pedido da vereadora Iara Bernardi (PT), aprovado pelo plenário, quando discorreu sobre o trabalho desenvolvido pelo Campus Sorocaba, que, segundo ele, trata como indissociáveis a pesquisa, o ensino e a extensão e está cada vez mais enraizado na cidade e região, desde 2005, quando foi instalado.

“Através das pesquisas do Campus Sorocaba, o nome da cidade tem sido levado não só para outros Estados, mas para fora do Brasil”, afirmou o diretor do Campus Sorocaba, que conta com 2.872 alunos na graduação, distribuídos em 14 cursos, e 330 alunos na pós-graduação, em dez programas de Mestrado e Doutorado, com 28 grupos de pesquisa consolidados. “Só em 2018, estamos com 107 projetos de extensão, nas mais diversas áreas como cultura, meio ambiente, saúde mental, esportes, inovação, química, entre outros”, informou.

O diretor lembrou que o campus já se tornou uma referência para as cidades da região e recebe alunos de outros Estados e até de outros países. Também discorreu sobre o Programa Futuro Cientista, voltado para a educação científica dos alunos do ensino médio, e os cursinhos populares, que visam preparar estudantes carentes para o Enem.

Parceria em novos cursos

Respondendo a uma indagação do vereador Anselmo Neto (PSDB), sobre abertura de novos cursos, adiantou que a universidade pretende fazer parceria com o Tribunal Regional do Trabalho para desenvolver projetos na área.

O diretor Ismail Barra Nova de Melo colocou o Campus UFSCar, por meio de seus pesquisadores, à disposição da Câmara Municipal e da Prefeitura de Sorocaba e disse que a universidade já se ofereceu para monitorar os peixes do Paço Municipal.

A vereadora Iara Bernardi (PT) lembrou que, no passado, a UFSCar fez esse trabalho e ressaltou a importância de que ele seja retomado em parceria com a Prefeitura.

Já o vereador João Donizeti Silvestre enfatizou que a UFSCar agrega valor a Sorocaba.

A vereadora Fernanda Garcia (PSOL) ressaltou a importância das pesquisas da universidade para alicerçar políticas públicas em áreas como saúde mental e população de rua.

O vereador Renan Santos (PCdoB), 1º vice-presidente da Casa, presidiu os trabalhos durante a exposição do diretor e o presidente da Casa, Rodrigo Manga (DEM), colocou o Legislativo à disposição do Campus Sorocaba da UFSCar.

Comentários

Leia também