Dos candidatos ao senado nessa eleição, apenas um é de Sorocaba

Além de votar para presidente, governador, deputado federal e deputado estadual, no dia 7 de outubro os eleitores também vão votar para senador. E entre os candidatos ao Senado por São Paulo, apenas um deles é nascido em Sorocaba. Trata-se de Antônio Neto, filho de Guarino Fernandes dos Santos, líder trabalhista, que concorre pelo PDT, e quer ser eleito para combater as reformas trabalhistas aprovadas no ano passado. No dia 1º de setembro, ele estará às 10h no Clube União Recreativo, no centro, para lançar na cidade a sua candidatura.

O Senado brasileiro tem 81 vagas, ou seja, são eleitos 3 senadores para cada estado e para o Distrito Federal. Mas são eleições diferentes dos outros cargos, elas acontecem de forma alternada a cada 4 anos. Ou seja, em uma eleição são preenchidas 27 vagas e na eleição seguinte são preenchidas 54 vagas. As votações são alternadas porque o mandato de senador é de 8 anos e dessa forma é garantido que em cada eleição seja renovada uma parte das vagas.

Nesse ano, serão eleitos 54 senadores, sendo 2 representantes para cada estado e para o Distrito Federal. Em 2018 o eleitor deve votar em dois candidatos a senador.

Qual a função de um senador?

O senador trabalha no Senado Federal e é responsável pela atividade legislativa, que é a discussão e a votação de projetos de lei. Ele é eleito para representar e trabalhar pelos interesses do estado que representa.

O senador é quem faz a elaboração, discussão e aprovação de projetos de leis, emendas constitucionais, decretos e resoluções. Ele também faz o relacionamento entre o governo do seu estado e o Governo Federal para garantir ações e investimentos que sejam de interesse da população do seu estado.

Quem é o único sorocabano

Antônio Neto nasceu em Sorocaba, tem 65 anos, é administrador de empresas e analista de sistemas. Líder trabalhista, atuou junto aos movimentos sociais pela dignidade dos trabalhadores do País, contra os retrocessos nos direitos do povo brasileiro e por justiça social. Durante toda sua trajetória, e desde muito jovem, fez parte dos movimentos que lutavam contra a opressão econômica e social além de ter participado ativamente das lutas pela formulação da Constituição Federal de 1988.

Foi membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social em várias gestões do governo federal. Em 1994, recebeu a condecoração Comendador da Ordem do Rio Branco em reconhecimento pelo seu trabalho.

Filiado ao Partido Democrático Trabalhista (PDT), Antonio Neto é candidato ao Senado Federal para representar os trabalhadores de São Paulo e lutar contra os efeitos da reforma trabalhista, além de combater a reforma da Previdência, pretendida pelo governo de Michel Temer e que será pauta dos candidatos de centro-direita nestas eleições.

Comentários

Leia também