E sua opinião sobre a ocupação dos semáforos por “artistas”, qual é? João Bid desce a lenha em mim

João Bid, um dos principais artistas paulistas, natural de Mairinque e que faz o vocal do grupo Catavento, discorda de minha opinião sobre os “artistas” de semáforos e manda esse recado: “A arte na rua, nas praças, no trânsito, é a priorização do humano. O veto à arte nos espaços público, é a priorização da máquina. O que aconteceu com você, Deda? Me dá um gole desse negócio que você tomou, aí­!”
Gosto do humor de João Bid. E sigo concordando com ele sobre o papel da arte. Mas não posso me ver obrigado a assistir shows de quinta categoria de malabaristas e engolidores de fogo. Imagino qual será o tamanho do meu desespero quando uma dupla de forró universitário parar bem na minha frente no sinal vermelho. Dio mio, me livrai deste horror!

Comentários

Leia também