Eleição de Ribeirão Preto leva MDB a apoiar Jaqueline em Sorocaba

Não deu em nada o flerte do MDB de Sorocaba com a candidatura tucana e, tirando as razões locais, o motivo é um acerto entre os concorrentes à Prefeitura de Ribeirão Preto. Isso, mesmo, a eleição de lá, influenciou nas alianças daqui.

Entenda o caso:

O presidente nacional do MDB, deputado federal Baleia Rossi, durante muito anos foi o preferido dos eleitores de Ribeirão Preto, desde o tempo do seu pai. Os Rossi dominavam a preferência do eleitorado daquela cidade e região. Em 2016, Duarte Nogueira, do PSDB, ganhou e agora, em 2020, concorre à reeleição contra o candidato do MDB, o preferido de Baleia Rossi. Para derrotar os tucanos de lá, Rossi precisa da ajuda do PSL.

O PSL disse que topa ajudar Baleia Rossi contra os tucanos em Ribeirão Preto desde que o MDB de Sorocaba ajude a nova integrante do PSL, a prefeita Jaqueline Coutinho, que concorre à reeleição, aqui em Sorocaba.

E isso é o que está combinado. Assim, em que pese o vereador Fernando Dini, presidente  do diretório municipal do MDB, ter manifestado desejo de caminhar com Maria Lúcia Amary (PSDB) aqui em Sorocaba, em que pese ao menos dez dos candidatos a vereador do MDB terem pedido que o MDB apoiasse Maria Lúcia Amary, até às 16h de hoje, quando Dini e Jaqueline sentam para bater o martelo sobre a chapa do PSL em Sorocaba, é 99% de certeza de que MDB e PSL se acertariam aqui em Sorocaba.

Para essa aliança, Jaqueline está tendo que engolir muita coisa que ela não queria e, igualmente, Dini, também. É de conhecimento geral que um não confia no outro e, se tivessem opção, prefeririam caminhar separados. Mas, ao que tudo indica, não haverá essa opção. Obviamente que eles podem dizer não um ao outro, mas sofrerão as consequências. Dini perderia o apoio e amparo de Baleia Rossi. Jaqueline perderia o fundo partidário já prometido para ela. Ou seja, ambos têm muito a perder.

Quanto aos 10 candidatos do MDB que vão concorrer a vereador e querem apoiar Maria Lúcia Amary e não Jaqueline, há quem diga que de comum acordo eles serão liberados para manifestar essa vontade. O que ajudou na difusão desta informação foi a presença do pré-candidato a vereador do MDB, advogado Anselmo Bastos, na convenção do PSDB, onde ele usou suas redes sociais para divulgar sua foto com Maria Lúcia Amary.

Mas pessoa forte dentro do diretório municipal do MDB me garante que isso não passa de fofoca e uma vez fechado o apoio do MDB ao PSL todos os candidatos terão de pedir votos para Jaqueline Coutinho ou não terão legenda. A convenção, que oficializa as candidaturas, ocorre na sexta-feira, dia 11 de setembro.

Comentários

Leia também