Em 1 ano, cidade cria apenas 550 empregos na indústria

O resultado da pesquisa de emprego na indústria de Sorocaba e região no mês de março de 2019, divulgado na semana passada pelo Fiesp e Ciesp (Federação e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) , mostra que a cidade vive em total estagnação.

Em março, a região de Sorocaba apresentou variação de 0,07%, representando um aumento de aproximadamente 50 postos de trabalho. Este número, entretanto, é inferior a março de 2018, quando a pesquisa registrou um aumento de 0,25% no nível de emprego.

Nos últimos 12 meses houve uma variação positiva de 0,54% no nível de emprego, o que equivale à abertura de 550 postos de trabalho.

Os setores da indústria que influenciaram na variação positiva do último mês, na abrangência da Diretoria Regional de Sorocaba, que reúne 48 municípios, foram: Veículos Automotores e Autopeças (0,56%) e Produtos Têxteis (0,64%). O resultado só não foi melhor por causa de variações negativas dos setores de Produtos de Borracha e de Material Plástico (1,21%) e Metalurgia (0,47%).

A pesquisa é realizada pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), por meio do Departamento de Pesquisa e Estudos Econômicos (Depecon) e das diretorias regionais. Segmentado por ramos de atividades, o estudo abrange 36 diretorias municipais e regionais do Ciesp, tendo como amostra cerca de três mil indústrias distribuídas pelo Estado de São Paulo, que compreendem mais de um milhão de empregos.

Comentários

Leia também