Em 1ª instância chega ao fim a luta do prefeito cassado para anular a sessão da Câmara que culminou com a perda do seu mandato. Agora batalha vai ao TJ

CrespoLilianA juíza Karina Jemengovac Perez, da Vara da Fazenda Pública, negou o pedido do prefeito cassado, José Crespo, de anular a sessão de sua cassação. Na prática isso significa que em 1ª instância está encerrada a luta de Crespo e que agiliza a luta dele para voltar ao cargo com o 2º round dessa luta que é a busca de recurso no Tribunal de Justiça de São Paulo.

O que ouvi nos bastidores, desde que a sentenã da juíza de Sorocaba começou a circular no meio da tarde de hoje, é um alívio por parte dos aliados de Jaqueline e Crespo. Os de Jaqueline comemoraram, afinal o TJ já negou pedido semelhante do vereador Anselmo Neto. Os de Crespo também comemoram, já sabíamos que em Sorocaba seria assim e com a decisão acelera o que o TJ tem a dizer.

Ao indeferir o pedido de Crespo, a juíza Karina Jemengovac Perez afirmou que o processo foi conduzido dentro da legalidade pelo Legislativo. Num outro trecho, sobre o impedimento do voto de Anselmo Neto (que livraria Crespo da cassação) a juíza afirma que: “tem aspecto político, de índole discricionária, reservado à Casa Legislativa”. Ou seja, esse problema é dos políticos e não dos juízes.

FOTO: Essa é a última imagem pública de Crespo desde que teve o mandato de prefeito cassado pela Câmara