Emoção marca sorteio dos moradores contemplados com moradia

O diretor-presidente da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), Humberto Schmidt, comandou o sorteio de 234 casas, em Salto de Pirapora, e outras 61 casas em Alambari, hoje na região de Sorocaba.

Ele representou o governador Márcio França nos eventos já que, por força da legislação eleitoral, por ser candidato à reeleição, França não pode estar presente em eventos dessa natureza.

Mais de 2.400 famílias se inscreveram para o sorteio entre os dias 4 e 7 de junho, e na manhã de hoje foram ao evento do sorteio que definiu os titulares e os suplentes para aquisição das moradias. Do total de casas, 7% serão destinadas a pessoas com deficiência, 5% a idosos e 4% a policiais ou agentes penitenciários. As demais unidades serão sorteadas entre a população em geral inscrita, após calculadas e subtraídas as unidades destinadas a pessoas que moram sozinhas (3% dos inscritos como indivíduos sós, limitado a 3% do número de moradias).

Perfil dos inscritos

Puderam concorrer aos imóveis, famílias constituídas por casamento civil, religioso ou união estável, uniões homoafetivas, afetivas, monoparentais, anaparentais e indivíduos que vivem sozinhos desde que tenham mais de 30 anos. Os interessados devem ter renda familiar de um a dez salários mínimos, residir ou trabalhar no município há pelo menos cinco anos, não ser proprietário de imóvel, não possuir financiamento habitacional e não ter sido atendido anteriormente por programas habitacionais. Policiais devem trabalhar na cidade e idosos devem comprovar idade mínima de 60 anos.

Mas o que chama a atenção é que 89,9% dos inscritos ao sorteio tem renda de até 3 salários mínimos (algo em torno de R$ 2,8 mil), embora pudessem ter até dez salários, algo em torno de R$ 9 mil.

Além disso, fica evidente que há carência de moradia popular em toda a região e a necessidade de investimento nessa área.

Joel Haddad, prefeito de Salto de Pirapora, lembra que as moradias hoje sorteadas pela CDHU foram uma iniciativa dele, quando prefeito em 2009, e que nos últimos 9 anos o projeto havia ficado interrompido voltando a ser feito em outubro de 2017 quando ele fechou a parceria com a CDHU.

Tipo de casa

Com 56,67 m² de área construída, as casas terão dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e são edificadas na Rua Laura Teixeira do Rosário, antiga Granja São Luiz. O empreendimento é viabilizado pelo Programa Morar Bem, Viver Melhor, por meio da CDHU em parceria com a prefeitura. O prazo de financiamento dos imóveis será de até 30 anos e as prestações receberão subsídio do Governo do Estado, sendo calculadas de acordo com a renda familiar. Assim, famílias que ganham entre um e três salários mínimos pagarão o equivalente a 15% dos rendimentos.

Emoção

O evento de Salto de Pirapora, onde compareceram mais de 5 mil pessoas (cada inscrito levou pelo menos 1 acompanhante), e o de Alambari, foi marcado pela emoção dos contemplados que viram o sonho da casa própria, o que significa ficar longe do aluguel, ser concretizado. As cenas de emoção foram contagiantes.

Comentários

Leia também