Ex-secretário tucano se coloca à moda ‘olho por olho, dente por dente’ contra o atual prefeito

CrespoFlaviVereador Crespo em momento deplorável, quando puxou secretário da Educação, Flaviano Lima, pelo braço

Sempre achei desmedido e muitas vezes imbecil o comportamento do então vereador Crespo em relação aos governos dos então prefeitos Lippi e Pannunzio (ambos do PSDB). O ápice da baixaria de Crespo foi protagonizada com a CPI das Obras Paradas de Lippi que culminou com a gravação do quadro Proteste Já do extinto programa de humor CQC de rede nacional da TV Bandeirantes. No governo Pannunzio foram várias manifestações deploráveis de Crespo como ofertar o título de Cidadão Sorocabano ao secretário João Leandro (ainda bem que ele recusou, pois era claramente uma agressão esse título), chamar Pannunzio, recorrentemente de “rainha da Inglaterra” e a agressão contra o secretário da Educação, Flaviano Agostinho de Lima, que foi puxado pelo braço por Crespo.

Agora, sinceramente, me parece que João Leandro usa a mesma medida de Crespo agora que não é governo. No referido vídeo, o presidente do diretório tucano afirma que o secretário da Fazenda informa que sobraram R$ 200 milhões nas contas públicas no primeiro quadrimestre do ano e agora quer criar a taxa de iluminação porque está sem dinheiro e pergunta: quem está mentindo? Quem está falando a verdade? A verdade é que este governo Crespo mente todos os dias.

Crespo perde com este tipo de ataque do PSDB, mas igualmente o PSDB também perde por descer o nível e agir à moda “olho por olho, dente por dente”. Mas a verdade, principalmente, é que os dois perdem porque quem perde é Sorocaba, é o sorocabano. A tática de fazer confusão na mesma faixa ideológica do eleitorado terá consequências, muitas imprevisíveis.