Ex-vereador do PT, que é assessor de deputado tucano, resiste em deixar cargo para ir a uma disputa pela Câmara

O ex-vereador do PT, Arnô Pereira, mas que está há 4 anos filiado ao PSDB, esteve sábado passado (21/05) num encontro com os membros da Juventude Tucana de Sorocaba. A presença dele serviu para botar uma pedra em especulações de que estaria bravo com o deputado federal Vitor Lippi que teria anunciado sua preferência pela eleição de seu assessor JP Miranda. Essa informação foi publicada pela coluna Arquivo Aberto do Jornal Ipanema. O fato é que Arnô também é assessor de Lippi e disse que não tem intenção de ser candidato a vereador. E o motivo é um só: dinheiro. Se decidir ser candidato, Arnô terá de pedir demissão da assessoria do deputado Lippi no próximo dia 30. Ai o salário, pago pela Câmara dos Deputados, vai fazer falta para Arnô. Isso sem falar do dinheiro necessário para fazer campanha. O fato é que o diretório municipal do PSDB conta com a candidatura de Arnô e tem a expectativa de que ele tenha perto de 2 mil votos.