Fiel da balança na cassação de prefeito e vice, MDB quer Dini candidato

A Câmara de Vereadores de Sorocaba está com duas Comissões Processantes em curso cujo o resultado pode ser a cassação dos mandatos do prefeito Crespo e da vice, Jaqueline Coutinho, promovendo com isso o presidente da Câmara, Fernando Dini, ao posto de prefeito. Lembrando que o prazo em que ele ocupará o cargo dependerá da Justiça, pois certamente, caso percam o mandato, prefeito e vice vão recorrer e a justiça dará a palavra final. Em 2017, Crespo ficou 43 dias sem mandato.

Claro que ocupar o cargo de prefeito no período da cassação, se houver, significará um impulso à candidatura de Dini a prefeito em 2020. Mas, independente disso, o que tenho ouvido e percebido é que o MDB – que elegeu 5 vereadores na última eleição e é fiel da balança em qualquer votação no Legislativo – decidiu ter um candidato a prefeito na cidade, fato que não acontece, ao menos de modo competitivo, há mais de 30 anos. E esse candidato é Fernando Dini.

Cumprindo o seu segundo mandato de vereador, mantendo expressiva votação nas duas vezes em que foi eleito, pois sem ser eleito já era bem votado, mas ficava fora devido ao coeficiente da legenda do seu partido, Dini sempre deixou claro que seu sonho é o de ser o prefeito de Sorocaba. Recentemente, quando ficou claro que ele poderia ocupar a vaga caso ocorra a cassação, Dini foi taxativo em dizer que está pronto.

Aconteça o que acontecer, a eleição 2020 começou em Sorocaba.

Comentários

Leia também