Fim da Ford impacta em Sorocaba

A direção da empresa Robert Bosch em Sorocaba – que produz caixas de direção e bombas automotivas – divulgou no mural interna da empresa, nesta quinta-feira, dia 28 fevereiro, localizada na Zona Industrial, que a produção local vai sofrer impacto, ainda sendo avaliado e em que proporção, devido ao fechamento da unidade da montadora Ford de São Bernardo do Campo, comunicado no dia 19 de fevereiro.

Izídio de Brito Correia, secretário de Organização da entidade,, explica que na base do SMetal (Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região), a produção de outras empresas devem ser impactadas com o fechamento da planta da Ford de São Bernardo do Campo. “Somos um dos maiores polos de autopeças do Brasil. Além da Bosch, temos a Metalac, Dana e outras fábricas que fornecem peças para a Ford”.

Leandro Soares, presidente do SMetal, informa que a entidade sorocabana está acompanhando as negociações do Sindicato do ABC:. “Não podemos aceitar a decisão irresponsável da Ford de braços cruzados. São milhares de famílias que tem como seu ganha pão a sua força de trabalho. São pessoas, não números”.

O que diz a Bosch

No documento, fixado no mural interno da Bosch, a empresa explica que o encerramento da produção de caminhões na Ford afeta diretamente a produção de caixas de direção S1 e bombas FN4 para o mercado local e que os impactos estão sendo avaliados. “Com a saída da Ford deste segmento [caminhões] de mercado, enxergamos oportunidades de intensificação do relacionamento com outros clientes. Temos um grupo de trabalho focado em buscar estas novas oportunidades e minimizar os impactos futuros que esta decisão pode causar”, afirma o comunicado. E continua: “para os produtos S2 exportação e 8012 Troller continuaremos a atender ao cliente Ford normalmente, conforme previsão de produção”. Ao final do comunicado, a empresa afirma que continuará repassando novas informações conforme hajam novidades.

Foto: A autopeça Robert Bosch tem mais de 600 trabalhadores e fica na Zona Industrial de SorocabaFoguinho/Imprensa SMetal

Comentários

Leia também