Força da Internet elege novato; vereador que ganha desde 1982 é novamente reeleito; oito novatos farão sua estréia em 2017. E dois veteranos estão de volta à Câmara

heliobrasileiroDos 20 vereadores eleitos domingo para a legislatura 2017/2020, 8 foram eleitos pela primeira vez, 2 retornam ao Poder Legislativo depois de anos fora e 10 fazem parte do atual mandato e vão continuar. Das 20 cadeiras, 13 delas são de políticos de partidos diferentes. Dois partidos conseguem, pela primeira vez, eleger um candidato (PSOL e PC do B). E ao contrário da atual legislatura, onde nenhum mulher foi eleito, na próxima serão duas ocupantes (10%) de cadeira no Legislativo.

Veja quem já está na atual Câmara e vai continuar de 2017 a 2020:

Missionário Rodrigo Manga (DEM) que obteve 11.471 votos (3,86%); Fernando Dini (PMDB) que obteve 7.727 votos (2,60%); Anselmo Neto (PSDB) com 6.137 votos (2,06%); Pastor Irineu Toledo (PRB) com 4.468 votos (1,50%); Pastor Apolo (PSB) com 4.195 votos (1,41%); Engenheiro Martinez (PSDB) com 4.189 votos (1,41%); Francisco França (PT) com 4.156 votos (1,40%); Marinho Marte (PPS) com 3.824 votos (1,29%) e Pastor Luís Santos (PROS) com 3.611 votos (1,21%); Wanderley Diogo (PRP) com 3.086 votos (1,04%).

 

Veja quem já esteve na Câmara de Vereadores e está de volta:

Iara Bernardi (PT) com 4.364 votos (1,47%). Iara assinou  ficha número 1 do PT de Sorocaba em 1981 e foi eleita vereadora em 1982. Depois esteve por dois mandatos como deputada federal em Brasília e perdeu as duas vezes em que concorreu ao cargo de prefeita de Sorocaba.

João Donizeti (PSDB) está de volta ao Legislativo com 4.107 votos (1,38%). Ele já havia sido eleito vereador por 6 legislaturas em Sorocaba e em 2012, apesar de expressiva votação (mais de 6 mil votos) teve indeferido o registro de sua candidatura por problemas de quando foi presidente do legislativo e não foi eleito.

 

Veja quem vai ocupar o cargo de vereador pela primeira vez:

Péricles (PMDB) com 9.139 votos (3,07%). Ele é criador da página “Vagas de Emprego em Sorocaba” no Facebook, onde têm mais de 160 mil seguidores e intermediu uma vaga de emprego para mais de 50 mil pessoas.

Vitão do Cachorrão (PMDB) com 7.555 votos (2,54%). É a terceira eleição da qual participa sempre com expressiva votação, mas a primeira vez que se elege. Sua vida é dedicada a cuidar do seu trailer de lanches no Jardim Nova Esperança e ajudar as pessoas da sua comunidade.

Fausto Peres (PTN) que obteve 5.364 votos (1,80%). Tem um trabalho social intenso e já esteve perto de ser eleito vereador em pelo menos duas eleições anteriores. Ele é conhecido do sorocabano por ser a voz oficial da locução do CIC – Estádio Municipal Walter Ribeiro – nos jogos do São Bento.

Dr. Hélio Brasileiro (PMDB) com 5.198 votos (1,75%) também estréia em 2017 na Câmara Municipal. Médico e ativo membro da Comunidade São Judas Tadeu do Santuário do Central Parque, além de forte atuação numa ONG que cuida de pessoas em estado de vulnerabilidade, Hélio Brasileiro foi candidato a deputado estadual em 2014, quando disputou a sua primeira eleição. Ele preside a Comissão de Ética do diretório municipal do PMDB.

Silvano Jr (PV) chega ao seu primeira mandato com 4.185 votos (1,41%), praticamente a mesma quantidade de votos obtida por seu pai na eleição de  2012. Filho do atual vereador Tonão Silvano (que decidiu não concorrer abrindo espaço para o seu filho), Silvano Jr chega para dar continuidade do trabalho do pai.

Fernanda Schlic Garcia (PSOL) entra para a história do seu partido com 3.882 votos (1,30%) ao se tornar a primeira política do seu partido a ser eleita para um cargo público em Sorocaba. Professsora da escola técnica estadual, ela atua na Apeoesp e na ONG Rosa Lilás que defende a emancipação dos direitos da mulher.

Hudson Pessini (PMDB) com 3.331 votos (1,12%) é comerciante conhecido em Sorocaba por sua lojas, mas por se filho do dono da tradicional loja Big Chico. Pessini também é o criador e administrador da página de Facebook Legitimidade Sorocabana que tem mais de 40 mil seguidores e se tornou um dos locais de concentração de crítica da administração do prefeito Pannunzio.

Renan (PC do B) obteve 3.181 votos (1,07%) e também entra para a história sorocabana ao se tornar o primeiro do seu partido a conseguir eleito. Anteriormente, em 1918, Salvadora Lopes havia sido eleita, mas era pelo PCB. Embora parecidos, PC do B e PCB são partidos diferentes.

 

Na foto, Hélio Brasileiro agradece os votos e assume compromissos sobre seu comportamento na Câmara onde foi eleito para o seu primeiro mandato.

Comentários

Leia também