Grupo de extrema-esquerda invade desfile da Independência

Durante o desfile de 7 de Setembro – que reuniu um público estimado em 6 mil pessoas no centro de Sorocaba em comemoração ao Dia da Independência no último sábado – um grupo invadiu a rua São Bento, por onde desciam as entidades inscritas e autorizadas a participar do desfile, para pedir Lula Livre e Fora Bolsonaro.

Eles carregavam faixas, camisetas e bandeiras e foram vaiados pelo público que prestigiava o evento.

A Prefeitura de Sorocaba esclarece que “a entrada dos manifestantes não estava autorizada, pois o desfile do Dia da Independência é um evento cívico e apolítico, e que tal manifestação poderia ter colocado em risco até a segurança dos envolvidos”.

Nenhuma entidade, partido ou corrente reivindicou a autoria do protesto.

O fato é que a invasão serviu de pretexto para se criar dúvidas.

A prefeita Jaqueline Coutinho (que reuniu em seu governo desde que assumiu há um mês, secretários com filiação partidária ao PT, PC do B, PDT e pessoas que embora não sejam filiadas ao PSOL, muita gente diz que é) passou a ser apontada em vídeos compartilhados em whatapp, com as cenas dos militantes pedindo Lula Livre, como sendo ela apoiadora daquele ato de invasão do desfile.

O esclarecimento da prefeitura, porém, deixa evidente que Jaqueline não apenas não apoiou, como o recriminou. A prefeitura tratou de imediato como sendo uma invasão e que tal atitude colocou, inclusive, em risco a segurança de quem invadiu e de quem assistia ao desfile.

Com prévia inscrição e autorização da prefeitura, participaram do desfile cerca de três mil pessoas desfilando pelas ruas São Bento e Quinze de Novembro, representando as instituições e corporações: Banda Regimental de Música do CPI-7, 14ª Circunscrição de Serviço Militar, Tiro de Guerra -02-040 (Sorocaba), Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Guarda Civil Municipal, Defesa Civil, SAMU, Jeep Clube, Legião da Boa Vontade, Escoteiros de Sorocaba, Colégio da Polícia Militar, Espaço Cultural e Esportivo dos Rodoviários, Oficina de Integração Céu Azul, Guarda Mirim de Sorocaba, Guardiões do Império, Ordem DeMolay, Arco-íris, Narcóticos Anônimos, Liga Sorocabana de Jiu-Jitsu, Tae-kwon-do, EM Getúlio Vargas, EM Achilles de Almeida, EM Matheus Maylasky, EE Mário Guilherme Notari, Colégio Crescer e Aprender, Karatê Kyokushin, Grupo de Ambientalistas, Chevette Clube, Opala Clube e o trio do Magnus Futsal.

A meu pedido, a Câmara de Vereadores, que esteve no desfile representada por seu presidente, Fernando Dini, se manifestou sobre a invasão: A Câmara Municipal de Sorocaba é a favor de toda manifestação democrática de direito, desde que ela seja feita de forma ordenada, organizada, no local apropriado e seja autorizada.

Comentários

Leia também