Grupo performático teria preparado manifestação contra o prefeito na abertura do Frestas, mas como ele não foi, sobrou protestar contra a classe política com fotos, entre elas a do presidente da Fiesp

SescO grupo performático que ocupou a Funarte (Fundação Nacional da Arte) quando o presidente Michel Temer quis extinguir o Ministério da Cultura estava preparado para “fazer uma manifestação fortíssima contra o prefeito Crespo caso ele aparecesse na cerimônia de abertura” da Trienal de Artes 2017, Frestas Pós-Verdades e Acontecimentos, organizado pelo Sesc, me conta uma pessoa ligada ao grupo. Como ele não esteve na abertura, o grupo fez um painel de critica à classe política dentro do Sesc como parte do evento.

Seria mais do mesmo, não é? Afinal quem não faz críticas aos políticos neste momento do país? Virou mania nacional e isso tem o seu lado bom. Quanto mais se falar de política e o cidadão se indignar com os políticos ainda há chance de que as diferenças do se viver em sociedade seja, no mínimo, aproximadas afim de que sejam extintas.

Porém… – sempre há um porém ou um mas – o grupo resolveu usar fotografias para as críticas aos políticos e entre elas consta a de Paulo Skaf (presidente da Fiesp e com relação direta com o próprio Sesc). Ou seja, há quem veja uma espécie de saia justa na obra uma vez que o Sesc contratou o grupo para fazer as intervenções artísticas da forma que quisesse. Se imaginava, pela natureza do trabalho, que seriam performances de dança e música, ou seja, nada que ficasse fixado como é o caso das fotos.

Ou seja, não é apenas o grafite da artista Panmela Castro, na parede cega do Palacete Scarpa, que está causando polêmica em Sorocaba.

Amigo de Paulo Skaf e sabendo que seria alvo de protestos do grupo, o prefeito Crespo é um dos que enxerga saia justa na foto de Skaf na crítica da obra exposta no Sesc e está decido a tratar do assunto pessoalmente com Danilo Miranda o mentor do que é o Sesc, da sua abertura e liberdade artística e do maior estímulo e incentivo à produção artística que se tem notícia em toda a América Latina. Com o jogo de cintura que tem, certamente Danilo Miranda vai ouvir, agradecer e deixar tudo como está. Afinal a liberdade de expressão é o que está no seio da democracia. Crespo tem liberdade de reclamar e Danilo Miranda de permitir a crítica.

Comentários

  1. […] – que acontece até dezembro em Sorocaba, contesta minha última postagem sobre o tema (http://odedaquestao.com.br/grupo-performatico-teria-preparado-manifestacao-contra-o-prefeito-na-aber…). Mais, ela classifica essa postagem como “um exemplo de como um boato se torna uma verdade de […]