Há uma guerra entre gangues de pichações no momento em Sorocaba

Recebi uma dezena de fotos de prédios que foram pichados recentemente em Sorocaba e conversando com o proprietário de uma apartamento num desses edifícios, ele lamentava essa agressão e, igualmente, a falta de uma política de segurança capaz de conter esse problema.

E ele me disse: “Em conversa com a empresa que faz monitoramento de alarme do prédio, o rapaz me disse que há uma guerra entre as gangues de pichações no momento em Sorocaba. Ele foi ao meu prédio para ver como aconteceu a invasão e disse que a assinatura da pichação é igual a que aconteceu no prédio em frente a sede da empresa dele. Na avenida General Carneiro, são vários estabelecimentos”. E esse meu amigo se indigna “Guerra aceitável seria pelo melhor de desempenho na Olimpíada de Matemática, mas isso nunca acontece”.

O comando da Guarda Civil Municipal, que por lei tem a responsabilidade de cuidar do patrimônio público, afirma que desconhece a existência de uma guerra entre pichadores e que o problema é histórico e não se restringe a Sorocaba.