Indiciamento de Fasiaben amplia chance de MP afastar ele e sua turma da provedoria da irmandade

Desde que o indiciamento de José Antônio Fasiaben (e das outras três funcionárias) foi apresentado pela polícia como a conclusão do primeiro inquérito policial que apura irregularidades na Santa Casa de Sorocaba relacionada com o desvio de dinheiro do SUS (Sistema Único de Saúde), cresce a expectativa de que o Ministério Público afaste ele e sua turma da provedoria da irmandade. Se isso acontecer, o caminho fica livre para que o prefeito Pannunzio cumpra com o seu compromisso de devolver o gerenciamento da Santa Casa para a irmandade. Pannunzio só não aceita devolver a gestão do hospital para essas mesmas pessoas (Fasiaben e seu grupo) que seguem investigadas, mas agora não mais no juízo da possibilidade, mas no da probabilidade. Ou seja, antes se achava que Fasiaben, e sua turma, havia cometido algum delito, hoje não só isso se comprova como se mostra que é bem provável (as provas policiais dizem isso) que tenha mesmo feito os delitos de associação criminosa, participação em falsidade ideológica, peculato e desvio de dinheiro público.

Comentários

Leia também