Início das obras do BRT está confirmado para setembro e pela Zona Norte

As obras do sistema de ônibus rápido BRT (Bus Rapid Transit) estão confirmadas para começar na primeira semana de setembro, com as mudanças da rede de postes de energia elétrica, ligações das concessionárias, começando pelos terminais, abrigos e pavimento na região da Zona Norte, me explica Luiz Alberto Fioravante (foto), secretário de Mobilidade e Acessibilidade da Prefeitura de Sorocaba e diretor da Urbes (empresa responsável pelo trânsito e transporte de Sorocaba): “os projetos executivos estão aprovados e devemos na primeira semana de setembro dar o pontapé”. Havia a possibilidade dessas obras começarem pela Zona Oeste, nos canteiros centrais da avenida General Carneiro, mas se decidiu deixar essa etapa para o final da obra prevista para durar até setembro de 2020.

O BRT Sorocaba é um consórcio formado pelas empresas CS Brasil e MobiBrasil e será o responsável pelas obras civis do projeto que incluem 68 km de vias, três terminais integrados, quatro estações de integração e uma garagem. A empresa também terá a concessão de operação do sistema por 20 anos, tendo como responsabilidade ainda a aquisição de 125 ônibus com Wi-fi, sendo 73 padron, 11 de 15 metros e 41 articulados, todos com ar-condicionado. O projeto do BRT de Sorocaba prevê três corredores: avenidas Itavuvu, Ipanema e Armando Pannunzio, além de faixas exclusivas em outras vias.

A partir do início das obras, a previsão é de entregar as primeiras intervenções em oito meses e com prazo de conclusão de 24 meses.

O investimento total do projeto é de R$ 384 milhões, deste valor são R$ 140 milhões da Prefeitura, vindos do Ministério das Cidades e contrapartida municipal, e o restante obtidos pelo consórcio por meio de financiamentos privados.

Área para BRT

Na sessão da Câmara de Vereadores, terça-feira passada, foi retirado de pauta por duas sessões, a pedido do líder do Governo, Irineu Toledo (PRB), o Projeto de Lei nº 169/2018, de autoria do Executivo, em primeira discussão, que concede à BRT Sorocaba Concessionária de Serviços Públicos direito real de uso de um terreno rural de 26 mil metros quadrados, situado na Avenida Ipanema, a ser utilizado pela empresa para instalação da garagem dos veículos que irão compor o sistema. A concessão de uso, pelo prazo de 20 anos, será onerosa para a empresa, que deverá pagar todas as taxas e tributos incidentes sobre o imóvel, inclusive as despesas com a escritura de concessão. Além disso, todas as benfeitorias feitas pela concessionária no imóvel reverterão em favor do município ao término do prazo de concessão, não cabendo à empresa qualquer indenização, ressarcimento ou retenção de bens.

Na exposição de motivos do projeto, o Executivo alega que a área inicialmente prevista para a construção da garagem era um terreno localizado na Avenida Antonio Silva Saladino, que seria objeto de desapropriação. No entanto, como essa área já estava ocupada por famílias, que construíram casas no local, a Prefeitura resolveu buscar outra área, para evitar o despejo dessas famílias. A solução encontrada foi utilizar a área da Avenida Ipanema, originalmente desapropriada na administração passada com o objetivo de que ali se construísse o Hospital Publico Municipal. Com parecer favorável da Comissão de Justiça, o projeto vem sendo objeto de debates na Casa, inclusive em audiência pública promovida pelo vereador Francisco França (PT) em 14 de agosto último, com a presença do secretário de Mobilidade, Luiz Alberto Fioravante.

Comentários

Leia também