Investigação policial do escândalo da Santa Casa de Sorocaba chega na fase de obter informações mais consistentes

O delegado Seccional Marcelo Carriel aceitou meu convite e estará presente na coluna O Deda Questão na rádio Ipanema (FM 91,1Mhz) na semana que vem para falar sobre o andamento das investigações do escândalo da Santa Casa de Sorocaba. A idéia é que ele fosse nesta semana, mas ele sugeriu a semana que vem quando ele terá informações mais consistentes e poderá dar detalhes sobre o andamento do inquérito.
Uma colocação que já fiz ao delegado é apenas uma réplica de uma colocação de um ouvinte, que ligou ao Portal de Voz da Ipanema, para dizer que estava muito devagar a investigação e que estariam protegendo o principal acusado do escândalo, o provedor José Antônio Fasiaben. Carriel me garantiu que não existe proteção a ninguém e vai explicar na rádio os motivos de sua afirmação.
Sobre o fato do vereador e presidente da CPI da Santa Casa, José Crespo (DEM), ter a preferência que a investigação tivesse sido feita pelo delegado Wilson Negrão, titular do 2º DP, Carriel me disse que essa é uma opinião do vereador e que chegou tarde uma vez que o mesmo pedido de investigação, partindo da Prefeitura de Sorocaba, havia chegado primeiro na Seccional.
O vereador argumentou seu pedido explicando que “esse inquérito, pela importância que terá e pela celeridade que exige, uma vez que o relatório da auditoria encaminhado pela Prefeitura já apontou que os acusados, entre eles o provedor José Antonio Fasiaben, estariam destruindo provas e, possivelmente, constrangendo testemunhas, necessita ser presidido pelo delegado da circunscrição geográfica, Wilson Negrão”.

Comentários

Leia também