Jovem que ameaçou se jogar da ponte vira exemplo do trabalho no Cadq

Pai de família tentou tirar a própria vida e agora encontra apoio no Cadq (Centro de Apoio ao Dependente Químico) para ficar longe da dependência química, de uma vez por todas. Com a proximidade do Dia Mundial de Combate às Drogas, caso serve de exemplo para mostrar que é possível mudar de vida

Anderson de Souza Matos está há quase um mês longe das drogas. Pode parecer pouco, mas já se considera um sobrevivente vitorioso, pois no dia 25 de maio deste ano ela estava pendurado no guarda-corpo de um viaduto sobre a rodovia Senador José Ermírio de Moraes (SP-75), a Castelinho, pronto para saltar e acabar com a própria vida. Hoje, a sua força de vontade é o que o move para mudar de vida, sobretudo devido ao apoio que tem recebido na equipe do Centro de Atenção ao Dependente Químico (CADQ), que atua de forma gratuita e pioneira em Sorocaba.

Curiosidade é que esse exato um mês de abstinência de Anderson dos entorpecentes deve coincidir com o Dia Mundial de Combate às Drogas, a ser celebrado em 26 de junho. “O CADQ hoje é tudo pra mim. Devolveu minha autoestima e estou limpo desde então. Antes, não tinha perspectiva de vida e agora enxergo um futuro”, destaca Anderson que, desde então, fazia uso de drogas há 14 anos.

Pai de três filhos, que perdeu o casamento e depois foi expulso de casa pela mãe – tudo devido ao vício -, Anderson conta que a depressão e as drogas o motivaram a querer a morte. “Era todo dia, não conseguia ficar sem drogas. Naquele dia, tinha perdido a noção de tempo, vindo a pé de Salto de Pirapora, perdido o controle. Acreditava que não haveria salvação.” Lembra que chegou a vender a televisão da casa da mãe, para comprar entorpecentes.

Naquele momento de insanidade, Anderson não contava, e agora agradece, pela presença do empresário Alessandro Campanini. “Notei que queria se matar, então chamei a atenção dele e em 20 minutos de conversa consegui acalmá-lo e ter a sua confiança, até ser pego na ponte com o apoio da Polícia Militar. Foi um dos maiores prêmios da minha vida. Queria ajudá-lo e o direcionei ao Cadq, pois já conhecia o trabalho de Rodrigo Manga”, frisa.

Trabalho gratuito

O fortalecimento do tratamento aos usuários de drogas e de apoio aos seus familiares é a principal bandeira do Cadq, baseado em sistema terapêutico alicerçado em princípios cristãos. O grupo, formado por uma equipe multidisciplinar de profissionais, começou a operar em abril passado e seu trabalho está ganhando força na cidade, com atendimento na sua sede, na região central de Sorocaba.

No Cadq, Anderson tem participado das palestras que ocorrem às segundas e quintas-feiras, às 19h, voltadas aos usuários e aos seus familiares. Nelas, é apresenta, num programa com duração de 12 semanas, uma série de ensinamentos para serem praticadas no dia a dia, como forma de contribuir para que a pessoa fique livre das drogas e para que o familiar saiba como encarar positivamente essa situação.

“Sozinho não dá para deixar as drogas, é preciso ter Deus. Ganho no Cadq o suporte necessário. Fico num abrigo à noite e passo o dia todo no Cadq, fazendo atividades, que passou a ser fundamental na minha vida. Há oito anos vinha tentando largar as drogas, tentei várias coisas, mas só no Cadq estou tendo sucesso”, comemora Anderson.

Das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados, das 9h às 15h, o Cadq oferece ainda cursos profissionalizantes aos participantes, além de aulas de música e atividades esportivas. “Ajudamos qualquer pessoa, independente da religião, desde que ela esteja disposta, que aceite receber nossa ajuda. Mostramos um caminho e incentivamos a mudança de rumo na vida”, explica Manga.

Hoje, Anderson diz que está arrependido. Quer sim viver, pois está esperançoso. “Agradeço a Deus, ao Alessandro e à PM por terem me ajudado. Arrependo muito por tudo que passei. Hoje devo muito ao Cadq e espero ajudar e encorajar pessoas que estão nas mesmas condições como aquele em que eu vivia pouco tempo atrás”, finaliza.

Contato

A sede do Cadq está localizada na Avenida Afonso Vergueiro, 1.559, em frente ao Sorocaba Shopping. O contato pode ser feito diretamente no local ou também pelo telefone (15) 3232-2822, ou ainda via WhatsApp: (15) 99829-4624.

Comentários

Leia também