Juventude petista reage mal com este blog por dar voz às críticas de um ouvinte sobre a visão que ele tem sobre o posicionamento do partido. E o debate entre membros da juventude e eu se alongou. Reproduzo tudo aqui

Dei voz a Fernando Petermann, analista ambiental e ouvinte da rádio Ipanema (FM 91,1Mhz), que se manifestou ferozmente contra o que classificou de “lixo de entrevista com aqueles dois da Juventude PTralha”. O tom das críticas seguiram neste tom de ira.
Fred Assis, presidente da Juventude do PT, no dia 19 de fevereiro às 19:42 iniciou o debate no Facebook com uma pergunta: “O que acham, é possível dar credibilidade a um jornalista que demora uma semana para comentar sua entrevista e se esconde atrás da opinião, claramente tendenciosa, de um único ouvinte?” Renan Santos, Glauber Piva, Rogério Mel de Campos e outras 24 pessoas curtiram isso.
Em seguida, Erba Erica se manifesta: “Manda se foder mesmo… um tipinho desses nem merece que vc perca tempo… Antes de vc falar o nome dele, eu nem sabia que ele existia!”
Então, me manifestei assim: “Não culpem a janela pela paisagem. Fred, o tempo para a manifestação do ouvinte é o dele. E só alguém que não me conhece para dizer que me escondo atrás de algo ou alguém. Essa sua afirmação revela muito mais sobre você do que sobre esre que vos escreve. Mais uma vez entendo que você, e seu grupo, perde a chance de debater a essência do que diz o ouvinte, ou seja, o modo como ele compreende (ou melhor não compreende) o PT. Enfim a polêmica já é algo positivo. E sinceramente desejo que vocês debatam e não mande me foder como disse a moça e muito menos se comporte como o Glauber que condena o mensageiro pela mensagem. A surra das urnas de 2014 me parece que não atingiu a soberba de alguns de vocês. Ei, é a sociedade quem não está aceitando o que vocês estão mostrando. Abraço.”
A réplica de Fred Assis: “Caro Deda Benette, quando o mensageiro é seletivo a quem cabe a culpa? A mensagem foi exclusivamente esta? Foi seletiva, altamente taxativa e superficial !!! Quando você veicula uma única opinião você se apropria dela”.
A réplica de Erba Erica: “Ahhhh mando sim… e se ficar com toda essa hipocrisia, mando novamente…pelo menos seja coerente com a propaganda descarada que faz ao PSDB… seja claramente aberto a defesa partidária… Jura que realmente acha que um grupo de juventude deve se embasar em programar uma feijoada no final de semana… me poupe. E mais uma vez, quem é Deda? Fred, pare de dar ibope a quem não merece… pelamor…”
Minha tréplica: “Fred, o que há de seletivo em expor o que disse o ouvinte? E quando diz que me aproprio da mensagem está sugerindo que não deveria torna la pública? O objetivo é a divergência e a revelação da idéia de quem está no poder ou em busca dele. Quando a moça escreve que você não deve debater revela o que ela é e representa. Vc não faz política para sua turma, mas para a sociedade. Não me peça para não expor o contraditório e, repito, não culpe a janela pela paisagem.”
A tréplica de Fred Assis: “Deda Benette de forma alguma vc deve excluir o divergente, o fato não é a divergência a disposição ao debate é a busca de embates divergentes … Mas veicular uma opinião apresentando como única qual a contribuição disso para o debate?
A tréplica de Erba Erica: “Debater?? Quando você descobrir o real significado do debate, então apoiarei a participação do grupo. Desde quando um jornalista sério colocaria apenas uma opinião de um único ouvinte no blog? Quer ser respeitado? Aprenda antes de mais nada a respeitar a participação de pessoas que se disponibilizaram a participar de um quadro seu. E novamente… pare com hipocrisia e ao menos seja claro quanto a sua defesa partidária… não queira se apoiar na ideia de imparcialidade jornalistica sendo que não a segue de maneira alguma.”
Daniel Oliveira, também da Juventude Petista, entra na discussão com suas colocações: “1 – Qual contribuição crítica da mensagem? Critica ofensiva? 2 – Surra eleitoral? qual o embasamento teorico disso? 3- Sociedade? ou Espetáculo Midiático? Sociedade civil é composta por uma disputa ideológica ela não é homogênia, não ficou claro isso na eleição?”
Douglas Santos, também da Juventude Petista, entra com sua manifestação: “Deda existem opiniões pró e contra muitas coisas. Mas o tom da fala e do discurso, diz quais ideias de fato são baseadas na razão e merecem reflexão. O leitor que você escolheu, não tem o tom que me passe credibilidade.”
Volto a me manifestar: “Entenda como eu que essa opinião única pode ser a chave para se compreender o resultado das urnas de 2014. Não se apegue ao única, mas ao que a ira contida nas afirmações de Fernando Petterman podem explicar sobre o PT e seu futuro que é a juventude do partido. Ai está a contribuição”.
Douglas Santos rebate: “Os resultados das eleições do ano passado, são frutos das sementes plantadas em Jun de 2013. Aonde apesar de assistirmos a um governo mórbido PSDB em Sorocaba e no estado de SP se vendeu a imagem, de que seriam os salvadores da pátria, que estariam preocupados com a educação e a saúde no Brasil. Mas sabemos que não é essa a preocupação desse partido”.
Minha réplica: “Douglas, concordo inteiramente com você. No tom está a verdade da mensagem. E a questão é essa: o que faz São Paulo estar com raiva do PT?”
Erba Erica, volta a se manifestar? “Ah gente… por favor!!!! rs… Me explica então como uma feijoada pode contribuir ao fortalecimento dos debates políticos pela juventude do PSDB??? hahahaha. O que faz SP eleger Tiririca, Feliciano e Russomano?”
Daniel Oliveira rebate minha posição: “Marilena Chaui e Hannah Arendt responde com primor sua pergunta”.
Douglas Santos volta a se manifetar: “O PSDB tem 2 frentes que eu tenho que reconhecer são eficientes, além de ter um aparato midiático, os tucanos tem um discurso homogenico, que de tanto se repetir vira verdade, usaram de maneira admirável as redes sociais, foram organizados e reproduziram discursos irreais que viraram verdades”
Erba Erica volta a carga: “O que faz SP não ter a minima consciência das responsabilidades do governo do Estado sobre a crise hídrica e educacional?”
Volto a me manifetsra: “Daniel, então pronto, não vamos mais debater? Vamos oferecer Chaui e Hanna aps eleitores?”
Afiada, Erba Erica volta a provocar: “Melhor oferecer a Revista Veja, né!!!! rs”
E Daniel Oliveira me cutuca: “Você poderia lê-las em seu programa! Torná-las populares!”
E eu reajo: “No programa que tenho, não, mas num que desejo ter, sim. Estou de acordo com você: falta educação. Como dissemina-la?”
Erba Erica volta a chutar minha canela: “Ajudaria se os pseudo-jornalistas não disseminassem inverdades ou opiniões rasas e sem fundamento”.
Douglas Santos complementa o pensamento da colega: “De fato ajudaria Erica mas cada um joga com as armas que tem”
Eu, irritadinho, reajo: “Erba, dá para vc se decidir se quer debater comigo? Lá acima me manda me foder e fala igual uma tagarela desde então.”
Daniel Oliveira baixa o tom: “Assim como financiamento privado vence as eleições, o financiamento privado das comunicações criam sofismos.”
Douglas Santos coloca panos quentes: “A Erba tem gênio forte, mas isso tem uma vantagem não há falsidade ou hipocrisia em seu discurso. Certa ou errada o discurso dela é sincero, e ate você chegar era um desabafo entre os amigos, não uma materia publicada em um jornal.”
Erba Erica volta a chutar minha canela: “Ah senhor!!! não perca o foco da tentativa de debate!Várias colocações pertinentes foram postas, e o senhor se preocupa se alguem esta tagarelando ou não? O que coloquei foi sobre o uso da grande mídia em manipular diversos fatos em prol uma determinada ideia…”
Eu volto ao aspecto inicial do debate: “Daniel isso revela uma visão de mundo, o que você está me dizendo é que tem um monte de gente que não sabe que gosta do PT por causa da mídia? São uns coitados?”
Fred Assis, voltando ao debate e colocando um fim nele, assim se manifesta: “Enviarei um texto fazendo uma análise do ocorrido e meu posicionamento frente a opinião do eleitor. Fui extremamente ético em todos meus comentários e não aceitarei o tom e a postura do mesmo (Fernando Petterman)”.
Douglas Santos volta a se manifestar: “Eu amo debate troca de ideias Deda, mas vamos fazer isso de forma elegante dos 2 lados. Baixaria da audiência mas não resolve problema.”
Eu me despeço: “Fred, como te disse, aguardo seu texto e vou postar também o que julgo pertinente dessas manifestações em especial a sua e do Daniel. Sucesso a você na condução dessa secretaria tão importante do Pt sorocabano.”
Daniel Oliveira dá sua opinião final: “Estou debatendo como você disse visão de mundo e não juizo de valor.”

Comentários

Leia também