Mãe de prefeita chama moradora da zona norte de Sorocaba de “lixo e pária da sociedade” ao ler críticas contra sua filha em postagem na rede social

DonaNeideXingamentoDona Neide (já publiquei o perfil dela aqui neste blog) se tornou personagem importante da história de Sorocaba ao ser a primeira, em sua página no Facebook, a afirmar que o então prefeito Crespo agrediu a sua filha, então vice-prefeita, e o ex-secretário de Governo Central. De lá para cá, ao longo de todo o processo que culminou com a cassação do mandato de Crespo, dona Neide sempre aparece no facebook para defender ou elogiar sua filha. Nem sempre ela usa palavras elegantes para isso como fez com os ex-secretários Hudson Zuliani e Werinton Kermes.

Dessa vez, porém, ela partiu para cima de uma moradora da zona norte que teceu críticas à prefeita Jaqueline Coutinho pela nomeação do ex-assessor do vereador do PC do B para um cargo de diretor de área. Também isso foi tema de postagem aqui no blog por duas vezes, quando anunciei a nomeação e quando o secretário de Relações Institucionais e Metropolitanas, Francisco Pagliato Neto, explicou que essa nomeação, assim como outras, estão dentro da lógica do governo de coalização que caracteriza o mandato da prefeita Jaqueline.

A história

Me chamo Amanda Rodrigues, tenho 29 anos, moro na zona norte de Sorocaba, estudei na escola estadual Antônio Padilha e depois cursei a Unip (campus Sorocaba).

Na sexta-feira passada fiz uma Live (transmissão ao vivo no Facebook) a respeito da decisão da prefeita Jaqueline Coutinho de nomear na prefeitura o ex-assessor que deu início ao processo de cassação do Crespo.

A Live era no Jornal da Z Norte. Cobrei algumas explicações, educadamente, dessa nomeação. Foi quando a mãe da prefeita, simplesmente, me chamou de lixo, pária da sociedade e que eu deveria procurar meu bando. Só porque perguntei sobre a nomeação do assessor do vereador Renan.

Eu voltei a cobrar explicações e ela voltou a me ofender dizendo que eu não tinha estudos e que eu era invejosa e queria estar no lugar da filha dela. Eu respondi que não queria não estar no lugar da filha dela e que se eu quisesse eu teria me candidatado e não teria feito o que a filha dela vez, pois, eu sou mulher! Ai ela disse que eu era frustrada e que ela era orgulhosa pelos estudos que ela tem, como se eu não tivesse!

Fiquei passada com tudo isso. Aí, no sábado, tentei acessar meu Facebook e minha conta estava denunciada e bloqueada. Tive que tirar foto do meu RG e esperar meu Facebook desbloquear.

Ele voltou hoje (segunda-feira), foi quando uma moça me enviou uma mensagem falando que viu o que aquela senhora havia feito contra mim e que havia feito uma postagem na minha defesa. Eu fui lá e voltei repetir que eu queria explicações sobre a nomeação do assessor do vereador Renan. Aí foi a vez da prefeita Jaqueline no Facebook dela e xingar a gente. Eu voltei a postar minha dúvida e ainda coloquei um vídeo que a própria Jaqueline faz crítica ao pessoal do PT e do PC do B que hoje estão com ela lá. Essa dona Neide só sabe ofender as pessoas. Meus amigos estão postando no Facebook a #educaçãovemdeberço a meu favor

Agora então não podemos cobrar explicações que essa senhora vai vim ofender a gente? É muito triste isso. O link dos xingamentos é https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1305082572951637&set=a.214547935338445.46297.100003497201273&type=3&theater

BO contra dona Neide

Após me relatar sua história, Amanda Rodrigues me explicou que a prefeita achou que ela fosse fake (ela não existisse, mas alguém tivesse inventado esse perfil no face) e ela provou ao Facebook que não é e teve sua página liberada.

Ela me contou que está sendo incentivada a procurar um advogado e fazer Boletim de Ocorrência contra a dona Neide. “Eu não quero ser humilhada em rede social, posso ser pequena perto delas, mas não vou me calar. Como disse a prefeita Jaqueline, ela não pode esquecer que tiramos Dilma, tiramos o Crespo e podemos sim tirar ela. E que essa arrogância dela não vai levar ela em lugar nenhum. Somos povo, não melhor e nem pior que ela e a mãe dela”, me disse Amanda.