Médicos da Policlínica de Sorocaba cumprem determinação do novo secretário da Saúde para fazer atendimento nesta Quarta-Feira de Cinzas, mas os pacientes não apareceram. Por quê? Esta é a grande indagação. Há quem veja boicote

O médico Francisco Antônio Fernandes completa amanhàduas semanas no cargo de secretário da Saúde da Prefeitura de Sorocaba e sentiu na manhàde hoje que não será fácil sua vida. Reconhecido como competente gestor pelo que fez ao longo de 2014 quando ficou a frente da Santa Casa de Sorocaba desde que ela foi requisitada (uma espécie de intervenção no hospital), Chicão, como é conhecido, nunca teve uma experiência no serviço público (onde o servidor, por lei, tem estabilidade) apenas mostrou sua competência na iniciativa privada (onde a regra é de produtividade). E é ai que vão aparecer as cascas de banana para testar o novo secrertário. Por sua ordem, os médicos da Policlínica abriram agenda nesta Quarta-Feira de Cinzas, ou seja, foram trabalhar para atender aos pacientes. Muitos médicos haviam programado viajar e torceram o nariz para a medida. Porém, estavam lá hoje cedo, mas os pacientes (boa parte ao menos) não foram à consulta. As hipóteses são várias (incluindo culpar o paciente que faltou sem justificar), mas há quem veja boicote na medida, ou seja, quiseram dar uma lição no novo secretário explicando que saúde pública (ao contrário da particular) exige planejamento e organização própria, não basta mexer uma peça para funcionar a engrenagem, são várias as peças a serem mexidas e nada determinado de um dia para o outro funciona.

Comentários

Leia também