Melhora tímida na economia local

Pelo segundo mês consecutivo, a inadimplência registou queda em Sorocaba, segundo os números do banco de dados da Associação Comercial, administrado pela Boa Vista SCPC.

Em fevereiro, 74.997 pessoas estavam com o CPF negativado, queda de 1,18% em comparação com o mês de janeiro. Em comparação com os dois meses, o volume da dívida passou de R$ 76.444.088,85, para R$ 76.255.454,97, em termos percentuais, uma queda de 0,25.

A quantidade de registros também caiu. De 136.907, para 133.982 no mês passado, diferença de 2,14%. Em comparação com o mesmo período de 2018 o percentual é de 13,5, “o que demonstra uma pequena reação do mercado frente à crise”, segundo Carla Giuliani, do setor de Economia da Associação Comercial, em parceria com a Esamc Jr.

“Estes demonstrativos sugerem que houve uma melhora, mesmo que tímida, na situação financeira do mercado, corroborado pelo aumento do PIB brasileiro em 2018, de 1,1%”, avalia a economista.

Base de dado

Os números divulgados pela Associação Comercial de Sorocaba encontram respaldo na base de dados da própria entidade, administrado pelo Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) da Boa Vista. O relatório mede a inadimplência de três maneiras: CPFs negativados, quantidade de registros e valor total da dívida.

Serviço de Recuperação de Crédito

A Associação Comercial de Sorocaba oferece gratuitamente à população consultas de CPF. Caso seja registrado algum débito, há a oportunidade de o consumidor renegociar suas dívidas através do Serviço de Recuperação de Crédito.

Sérgio Reze, presidente da Associação Comercial, destaca a importância deste serviço para as empresas. “O SRC realiza cobrança amigável e personalizada de pessoas físicas e jurídicas. Atua na intermediação entre o devedor e o credor associado, quando aquele demonstrar interesse em fazer acordo, parcelando o seu débito. Uma excelente oportunidade de fazer com que este cliente fique no azul e obtenha crédito novamente”.

Comentários

Leia também